Traduza para outra Lingua!

terça-feira, 26 de julho de 2016

AS PALAVRAS QUE SAEM DA BOCA DOS PROFETAS MÓRMONS SÃO ESCRITURAS?

Trecho do livro Doutrinas de Salvação, do Presidente Joseph Fielding Smith: Os Mórmons hoje em dia têm coragem de afirmar que um homem com pensamentos extremamente racistas era um profeta de Deus.
Justificam que isso foi no passado e agora está tudo bem, porque agora foi revelado diferente para o atual Profeta o tratamento aos negros.
A bíblia diz claramente que Deus não muda. É fácil tentarem passar uma borracha no passado, mas infelizmente, se eles consideram esse homem um Profeta, têm que aceitar essas incômodas afirmações racistas.
É o mesmo caso da poligamia, quando a sociedade não aceitava mais tal forma de comportamento, a mesma foi abolida da igreja com a desculpa de uma nova revelação. Na igreja Mórmon é assim: Pressão Externa + Aceitação Interna = Revelação Divina.
Se você é negro e Mórmon, pense que seus avós se por acaso quisessem fazer parte da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias não teriam direito ao sacerdócio. Portanto, segundo a Doutrina Mórmon ( para um homem ser exaltado ou salvo precisa ser ordenado ao sacerdócio) estariam excluídos do Reino Celestial, apenas pelo fato de serem negros, seriam condenados a passarem a eternidade separados de Deus.




Até onde sabemos, na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias as palavras dos seus Profetas são consideradas escrituras... É também ensinado que eles recebem essas palavras diretamente de Deus. Portanto, não têm desculpa pra mudarem o que já foi dito e escrito. Ou será mesmo que houve engano por parte de Deus? Será que Deus se equivocou? Ainda, Deus mudou essa revelação?