Traduza para outra Lingua!

sexta-feira, 21 de julho de 2017

GOSTAVA DE LÁ, MAS NÃO ACEITAVA ALGUMAS COISAS


Conheci os Mórmons quando tinha mais ou menos uns 16 anos de idade. Fiquei encantado pela mensagem deles. Eu logo me batizei. E fiquei dentro do mormonismo até os meus 20 anos mais ou menos.
Eu quase fui para uma missão de tempo integral. Acabei me afastando e voltei depois de algum tempo já casado. Então, eu trouxe também a minha ex mulher, na época, para a religião.
Outros membros da minha família vieram. Meu pai, minha irmã, e quase toda a família. Quero dizer a todos que lerem essas palavras que eu conheci pessoas maravilhosas lá na igreja. Aprendi vários valores morais que trago comigo, entretanto, me incomodava um pouco a história de Joseph Smith.
Muitos colegas meus ainda estão lá. Sinceramente, eu me sentia bem no ambiente deles. Só que às vezes, me sentia deslocado, pois alguns membros nasceram na igreja e tudo parecia tão natural pra eles. Para mim era um universo novo.
Fazia sentido para mim Deus ser organizado e ter somente uma doutrina. Mas também, eu não podia aceitar um Deus, que por qualquer coisa, me jogaria no inferno.
O Livro de Mórmon, às vezes, não fazia sentido pra mim. Mas também acredito que a Bíblia, foi de certa forma, mudada pelo homem. Entretanto, eu acho que ela está o mais próximo da verdade .
E aos poucos eu me afastei de vez. De uns dias pra cá, eu comecei a pesquisar. Fiquei abismado com tantas coisas que descobri... Principalmente! Joseph Smith se gabando, que fez mais obras que o próprio Jesus. E que seus fiéis (os do Smith) não o abandonaram.... Um absurdo querer-se comparar à Jesus Cristo.

Extraído de um depoimento na Comunidade de Apoio a Ex-Mórmons do Facebook 2017. A opção do anonimato é do autor do blog.