Traduza para outra Lingua!

sábado, 14 de maio de 2011

A BUSCA CIENTÍFICA DOS VESTÍGIOS NEFITAS


Assim como a Bíblia, o Livro de Mórmon se apresenta como registro histórico da autorrevelação de Deus à raça humana. Ambos os livros falam de Jesus Cristo como sendo o filho de Deus e de vários profetas aparecendo seus povos. A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias declara que os acontecimentos descritos no Livro de Mórmon ocorreram no continente americano. Os personagens descritos no livro, segundo a igreja, existiram entre 2200 a.C. e 421 d.C., portanto, segundo a mesma, são pessoas verdadeiras vivendo em tempos e lugares específicos dentro da cronologia da história humana. Tentando confirmar as afirmações impressas no próprio livro, somado com as declarações da própria instituição religiosa, surgiram eruditos que se motivaram na busca de evidências da existência desses povos. Esses centralizam seus esforços no campo arqueológico, antropológico e da genética.
Michael D. Coe, é um famoso arqueólogo mesoamericano. Especialista na cultura pré-colombiana. Ele disse que "Os fatos como são, não mostraram nada, absolutamente nada, em nenhuma escavação do Novo Mundo, que possa sugerir a um observador desapaixonado que o Livro de Mórmon, como pretendia Joseph Smith, seja um documento histórico relacionado com a história dos antigos imigrantes a nosso hemisfério".
De acordo com o Livro de Mórmon, houve muitos eventos sobrenaturais, como a parte em que Cristo desceu do céu e se revelou neste continente. A arqueologia ou qualquer outro ramo da ciência não pode investigar ou comprovar esses eventos. Nesse ponto, há limites no que se pode investigar pelos meios científicos. A ciência não pode confirmar nem negar os eventos sobrenaturais nem as verdades e muito menos as mentiras espirituais descritas do Livro de Mórmon. Ou seja, enquanto não se puderem encontrar as provas necessárias, para os cientistas, o livro de Mórmon é só uma obra literária do século XIX. Entretanto, ao procurar evidências das civilizações descritas no Livro, a arqueologia pode nos ajudar a avaliar a credibilidade histórica fundamental do livro. Como já disse, enquanto não há evidencia, nem histórica, nem espiritual, não há credibilidade científica. Pelo contrário, há desconfiança, cada vez mais disseminada por pessoas que usam a racionalidade para aceitar o livro como "divinamente inspirado" ou a "palavra de Deus". Vou me ater primeiramente sobre a geografia descrita no livro de Mórmon.
A GEOGRAFIA
O Livro de Mórmon descreve que seus habitantes viviam numa massa de terra em forma de ampulheta (relógio de areia) que consistia da “terra do norte” e a “terra do sul”, rodeadas de água e conectadas por uma “pequena faixa de terra” entre as duas.[i] Às vezes encontramos a descrição de pequena faixa de terra, traduzida por pequena língua de terra. Primeiramente, é preciso localizar estas terras antes de poder empregar a arqueologia para avaliar o Livro de Mórmon, e este fato é afirmado, inclusive por pessoas eruditas, membros d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Como um exemplo dessas pessoas, cito o antropólogo SUD John L. Sorensen e seu livro An Ancient American Setting for the Book of Mormon, (Salt Lake City: Deseret Book and Provo: Foundation for Ancient Research and Mormon Studies, 1985), P. 1.
A própria Igreja não sabe definir a geografia do livro de Mórmon. Atualmente há cerca de 219 ramificações da Igreja original fundada por Joseph Smith. Algumas dessas ramificações, não aceita o livro de Mórmon como “palavra de Deus”. Todavia, como dizem que há revelação contínua nas ramificações que o aceitam como divinamente inspirado, principalmente na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, era de se esperar que determinar a localização geográfica das terras do Livro de Mórmon seria tarefa bastante simples. Em vez disto, o tema chegou a ser questão de controvérsia considerável, onde as teorias dos membros mais instruídos se opõem. Vão contra o ensino tradicional da Igreja SUD.
O QUE TRADICIONALMENTE FOI ENSINADO PELA IGREJA
Segundo Joseph Smith e segundo todos os seus sucessores, a extensão geográfica das terras do Livro de Mórmon incluía virtualmente toda a América do Norte assim como toda a América do Sul. Eles ensinaram que os nefitas e lamanitas vagaram por toda a América do Norte e do Sul, após isso, travaram uma batalha até sua própria extinção na Colina chamada Cumôrah, no estado de Nova Iorque. Isso está documentado por Joseph Fielding Smith, décimo Presidente d’a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em sua obra reconhecida, Doutrina de Salvação, 3 vols. (A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, 1979), 3:218-229.
Conforme o livro Lehi's Travels” (Viagens de Lehi) no livro de Franklin D. Richards e James A. Little, Compendium of the Doctrines of the Gospel, 2ª edição (Salt Lake City: George Q. Cannon & Sons CO., 1884), P. 289,Joseph Smith identificou a costa do Chile como o lugar onde Lehi e os que viajavam com ele chegaram ao Mundo Novo. Joseph Smith também localizou a colina da Cumôrah, o lugar da batalha épica onde os nefitas e lamanitas brigaram até a extinção, 9.600 quilômetros ao norte de Palmyra, no Estado de New York. Assim, a América do Norte e a América do Sul constituíram as duas protuberâncias da ampulheta, conectadas por “uma pequena faixa de terra”, ou seja, a área da América Central. Esta explicação geográfica foi adicionada nas notas de rodapé do livro de Mórmon de 1876 até 1920. Posteriormente foi apagada, devido os líderes da Igreja não terem certeza de que a tal revelação condizia com a verdade.
Recentemente, os líderes da Igreja, ao se sentirem embaraçados por não saberem explicar direito a geografia do livro de Mórmon, estão ensinando que o monte Cumorah que se situa no Estado de New York não é o mesmo descrito no livro de Mórmon. Só que essa explicação não convence, pois por que razão os líderes antecessores construiriam um monumento no monte que está em New York? Onde então fica o verdadeiro monte Cumorah? Os líderes ficam cada vez mais embaraçados e não sabem a resposta. É melhor ficarem calados, pois ao tentarem explicar, se complicam mais.
Joseph Smith ensinou também que os índios Americanos eram os descendentes dos lamanitas. No livro History of the Church (História da Igreja) há registro de um incidente em junho 1834 onde Joseph Smith identificou, por revelação divina, um esqueleto encontrado numa sepultura indígena, no Estado de Illinois, dizendo que era do guerreiro lamanita chamado Zelph: ... “As visões do passado foram abertas a minha compreensão pelo Espírito do Todo-poderoso, descobri a pessoa cujo esqueleto tínhamos à frente, e que era um lamanita branco, um homem forte e grande, e um homem de Deus. Seu nome era Zelph ... que foi reconhecido desde a colina da Cumôrah, ou do mar oriental até as montanhas Rochosas”. Quem quiser ver isso, pode localizar em History of the Church, 1948 ed., II: 79-80.
A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias continua ensinando que os índios nativos das Américas são os descendentes diretos dos povos do Livro de Mórmon. Por exemplo, a “Introdução” em edições atuais do Livro de Mórmon (desde 1981), descreve os lamanitas como, “os principais ancestrais dos índios das Américas”. 
O QUE OS MEMBROS DA IGREJA ESTÃO DISCUTINDO?

Apesar do ensino tradicional e conservador dos líderes espirituais d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, não ter sido discutido por aproximadamente cem anos, vários eruditos SUDs concluíram que o panorama tradicional geográfico do Livro de Mórmon tem pouco a ver com a realidade. Suas conclusões se apoiam em vários problemas. Por exemplo: Quando procuramos aplicar as descrições do livro de Mórmon, relacionados com tempo de viagem e crescimento demográfico, nos vastos territórios das Américas. Por exemplo, enquanto o livro de Mórmon deixa claro que as civilizações rivais de nefitas e lamanitas se concentraram perto da pequena “faixa de terra” (que se entendeu estar em algum lugar na América Central). Diz que eles concordaram em reunir-se para sua épica batalha final, na colina chamada Cumôrah (Mórmon 6:1-6). Joseph Smith e a tradição Mórmon localizam este lugar há milhares de quilômetros, no estado de Nova Iorque. É difícil encontrar uma explicação razoável pela qual estes exércitos viajariam esta distância imensa para fazer a batalha. Qual o sentido de deslocar a população inteira de nefitas e lamanitas para este lugar? O tinha de tão especial ali? E se este lugar era de fato, tão especial que mobilizou praticamente todos os exércitos para uma grande e última batalha, porque a Igreja atualmente não escava ali e mostra ao mundo, de forma definitiva e científica algum resto mortal que ateste a veracidade de tal empreendimento?
Outro problema significativo para a geografia tradicional do Livro de Mórmon. Tem a ver com a premissa de que as populações nativas dos vastos continentes americanos (América do Norte e América do Sul), são os descendentes de dois grupos diminutos de imigrantes transoceânicos semitas. Comumentemente conhecidos como jareditas, que chegaram ao Novo Mundo entre 3000 - 2200 a.C. mas posteriormente lutaram até sua própria extinção, e os nefitas e mulequitas, que chegaram em torno de 600 a.C.. A evidência arqueológica mostra conclusivamente que o hemisfério ocidental se povoou muito antes, pelo menos 10 mil anos a.C. por asiáticos orientais que emigraram através do Estreito do Bering. São estes povos, os mongóis que são os antepassados dos índios americanos, segundo a Instituição Smithsonian: 
Os índios Americanos são fisicamente mongoloides e, portanto devem ter originado na Ásia oriental. As diferenças na aparência das várias tribos do Novo Mundo em tempos recentes se deve a (1) a variabilidade inicial de seus antepassados asiáticos; (2) adaptações sobre vários milênios aos ambientes variados do Novo Mundo; e (3) os diferentes graus de inter criação com povos de origens europeia e africana em tempos pós-colombianos. Vejam em Origin of the American Indians” National Museum of Natural History-Smithsonian Institution, Washington , D.C. , 1985, P. 1
Ainda, de acordo com o prestigiado National Museum of Natural History Smithsonian Institution, não há evidência sólida para imigração via outras rotas que requeriam longas viagens marítimas (antes das chegadas nórdicas da Groenlândia e nenhuma terra encontrada em torno de 1000 d.C.), como proposto pelo Livro de Mórmon. E se tais viagens ocorreram, não eram significativas para as origens e a composição de populações do Novo Mundo.

Portanto, devemos concluir que este tal Livro de Mórmon é mesmo uma obra literária. Somente aceitando-o assim poderemos dar algum crédito fictício. Li-o por muitos anos. Ele foi uma chave fundamental para o meu afastamento do corpo d’a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.


[i]  Alma 22:32 E assim, a distância entre o mar do leste e o mar do oeste, pela fronteira entre Abundância e a terra de Desolação, era o equivalente a um dia e meio de viagem para um nefita. E assim, a terra de Néfi e a terra de Zaraenla estavam quase que rodeadas por água, havendo uma pequena  faixa de terra entre a terra do norte e a terra do sul.



Baseado no artigo de Luke P. Wilson

44 comentários:

  1. Edson Lazarini (Via facebook)
    15 de maio de 2011 06:35
    Sempre achei confuso esse assunto sobre a geografia oficial do Livro de Mórmon. Não há um estudo conclusivo sobre esse assunto, apenas opiniões e achismos. Diferente da Bíblia Sagrada, que contém até hoje os locais determinados e muitos intactos, provando que os fatos históricos bíblicos tem provas arqueológicas, o referido livro de mórmon nada tem a seu favor. Essa estreita faixa de terra que os estudiosos mórmons alegam, na Guatemala (mostrado na ilustração que você publicou no seu blog), a cidade de Puerto Barrios até San Salvador - Sul a norte - tem uma distância de 230 km - http://www.facebook.com/l/99a64iQC9EYX4k9LwntP7vg0bXQ/www.city-travel-guide.co.uk/travel-guide/puerto-barrios-travel-guide.html - o que prova para os costumes citados no referido livro que os nefitas e lamanitas andavam mais a pé do que à cavalo (existiam cavalos nas américas naquela época?? pelo que a história cita, os colonizadores europeus quem trouxeram os cavalos para cá) não era uma curta distância, mas uma longa distância. Para mim o livro não passa de uma ficção com passagens copiadas da bíblia além do que foi criado até uma visita relâmpago de Cristo na civilização nefita - para reforças a tese do centrismo do mundo que os Estados Unidos sempre quis manter sobre os demais povos, para poder impor sua cultura e xenofobismo. A universidade dos mórmons (BYU) deveria envidar esforços arqueológicos nos locais "confusos" que alegam para poderem provar se realmente existiram, mas observamos uma inércia, nada está sendo feito. Deus não esconde locais geográficos, pelo contrário, a bíblia está aí com muitos locais para serem visitados, reforçando a fé dos cristãos e demais religiões, que a história e geografia são verídicas. Por que os mórmons tem tanta preocupação em "jogar" para as próprias pessoas (membros e pesquisadores) descobrirem através de um "sentimento" de que o livro de mórmon é verdadeiro? Por que ao invés disso, não provam? A própria ciência já provou através do DNA que os índios das três américas nada tem a ver com israelitas, mas são asiáticos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assino embaixo,pois sempre quando e mostrado a verdade para eles,o sentimentalismo entra em ação.
      Eu não quero nada mais que a verdade e eles não provam nada.
      Com sua permissão,vou colocar esse texto assim como outros em meu blog(ainda em desenvolvimento)pois quanto mais de nos compartilhar essas verdades,melhor para o povo.
      Nao suporto quando mostro essas verdades para algumas pessoas e elas vem com respostas fracas..
      A verdade esta para quem quiser,mas tem que haver coragem para aceita-la.

      Excluir
    2. Caro amigo "Investigando"!

      Dou total permissão para você colocar qualquer postagem deste blog no seu blog. Só lhe peço que seja dado o devido crédito referencial (Bibliográfico).

      Um abraço.

      Excluir
    3. apoiado, mais se lenbra que so foi encontrado provas da biblia menos de 100 anos, ainda sim fora da localização, pelo que sei, ate 800 anos atraz o polo norte e polo sul ficavam em outro ponto, ja foi provado isso no ano passado, se e possivel que o livro de moromo seja verdadeiro, não sei, mais tem um ponto que eu vi, sobre os indeos, na quele tenpo os indeos que ele descreve no livro, na america não existe essas tribos e sim aki na america do sul, que entendo era chamado de terra da abundancia, aindo to lendo o livro pra entender, e no egito existia pedras que traduzia livros, como palavras codificadas... uma dica ja vi a fotos dos rascunhos da tradução que ele fez as imagens, tem 5 figuras que foi descoberto em fevereiro no egito, uma linguagem mortas, era tabu, isso foi no history chennel a parte da linguagen, ai me colocou em duvida, se acharam agora uma linguagen antiga onde pelo menos tem 5 delas no texto que ele fez, bom e um ponto contra os 100, mais e estranho ele saber de uma lingua que so ofi achada agora, e que um menino traduziu ela...

      Excluir
  2. Edson!
    Acho que estava faltando a habilitação do recurso das letras ao postar o comentário. Obrigado por suas palavras. Você disse tudo. A geografia do Livro de mórmon não condiz com a realidade científica e física das Américas. Falta você me seguir agora.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  3. Sempre achei confuso esse assunto sobre a geografia oficial do Livro de Mórmon. Não há um estudo conclusivo sobre esse assunto, apenas opiniões e achismos. Diferente da Bíblia Sagrada, que contém até hoje os locais determinados e muitos intactos, provando que os fatos históricos bíblicos tem provas arqueológicas, o referido livro de mórmon nada tem a seu favor. Essa estreita faixa de terra que os estudiosos mórmons alegam, na Guatemala (mostrado na ilustração que você publicou no seu blog), a cidade de Puerto Barrios até San Salvador - Sul a norte - tem uma distância de 230 km - http://www.city-travel-guide.co.uk/travel-guide/puerto-barrios-travel-guide.html - o que prova para os costumes citados no referido livro que os nefitas e lamanitas andavam mais a pé do que à cavalo (existiam cavalos nas américas naquela época?? pelo que a história cita, os colonizadores europeus quem trouxeram os cavalos para cá) não era uma curta distância, mas uma longa distância. Para mim o livro não passa de uma ficção com passagens copiadas da bíblia além do que foi criado até uma visita relâmpago de Cristo na civilização nefita - para reforças a tese do centrismo do mundo que os Estados Unidos sempre quis manter sobre os demais povos, para poder impor sua cultura e xenofobismo. A universidade dos mórmons (BYU) deveria envidar esforços arqueológicos nos locais "confusos" que alegam para poderem provar se realmente existiram, mas observamos uma inércia, nada está sendo feito. Deus não esconde locais geográficos, pelo contrário, a bíblia está aí com muitos locais para serem visitados, reforçando a fé dos cristãos e demais religiões, que a história e geografia são verídicas. Por que os mórmons tem tanta preocupação em "jogar" para as próprias pessoas (membros e pesquisadores) descobrirem através de um "sentimento" de que o livro de mórmon é verdadeiro? Por que ao invés disso, não provam? A própria ciência já provou através do DNA que os índios das três américas nada tem a ver com israelitas, mas são asiáticos.
    Puerto Barrios travel guide — Puerto Barrios tourism and travel information
    www.city-travel-guide.co.uk

    ResponderExcluir
  4. Ao Edson que se gaba tanto da geografia da Bíblia. É melhor ele estudar um pouco mais antes de falar bobagem. Só vou dar dois exemplos, quero que ele me cite a localização exata do monte Sinai (Existem mais de 10 possibilidades) e quero que ele levante qualqeur vestígio arqueológico de Hebreus no Egito, e as provas arqueológicas do Êxodo. Mesmo assim eu não deixo de acreditar na Bíblia, essa é para Édson já que Popinhaki já sabe sobre isso....

    Mark Latter.

    ResponderExcluir
  5. Comecei a ouvir o livro de mómom disponibilizado pela própria igreja e fiquei muito curioso e resolvi dar uma googlada. Percebi algumas incoerência e comecei a desconfiar de segundas intenções. Já estranhei de Nefi matar Labão covardemente cortando-lhe a cabeça com aprovação de Deus. As profecias estavam muito detalhadas. Deus deu mais detalhes para um profeta que nem iria repassar a profecia para pessoas do continente. Para que a profecia? Para quem? Quem daqui da America iria comprovar a vida de João Batista? Nem um vestígio de semitas aqui? Povo com muito pelo e barba e os índios "lisos"?

    ResponderExcluir
  6. André silva

    Tem muita evidencia de que este livro seja falso.

    Temos os testes de DNA nos judeus e nos indios.

    Nunca foram encontradas as espadas, armaduras, moedas ou qualquer outro indicio de metalurgia descrita no livro de mórmon

    Nunca houve nenhum achado do tal egipcio reformado

    a bussula ou liahona foi utilizado pelos europeus apenas na idade média, quando houve intercambio com a antiga China que foram os verdaeiros descobridores da bússola. E nunca soube de nenhuma bússula funcionar à base de fé, somente por magnetismo da terra.

    e por aí vai...

    Um abraço

    ResponderExcluir
  7. Olá a todos

    O lIvro de Mórmon nunca precisou de evidências físicas para provar sua existência, tenho no momento em que escrevo esse comentário argumentos para contradizer tudo o que foi usado como prova para desacreditar o Livro de Mórmon, mas não usarei nenhum ^^

    O que está à prova não é o livro e sim seus leitores, por anos a Igreja tem convidado as pessoas de todo o mundo a lerem e orarem a respeito do Livro de Mórmon, e muitos tem sentido no coração que ele é verdadeiro, e convido a todos à fazerem o mesmo, orando com fé e real intenção de seguir a Cristo e a resposta que vai receber. Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é Daniel estes são os que querem ver os fatos serem lançados ao rosto provas do tipo São Tomé, precisam ver pra crer tamanha sua cegueira espiritual. Nem eaquento em ver estas baboseiras que colocam apenas alerto qdo posso, só lamento uma coisa,que não sabem buscar as evidencias, vem a luz do fedido ai sim encontram argumentos que os fazem acreditar nas mentiras, pois sabemos que ele é o pai de todas as mentiras e enganações

      Excluir
  8. Por anos li e orei a respeito do Livro de Mórmon. Nunca recebi nenhuma resposta do "além". Nunca senti no coração uma completa certeza de que o livro é verdadeiro. Aliás, o que seria esse "verdadeiro"? O livro existe, isso é inquestionável. Seu conteúdo é uma fábula. uma ficção. Comparável aos contos de Harry Potter ou O Senhor dos Anéis. O principal ele não tem, base científica histórica. Nada pode ser testado ou comprovado.

    Daniel Noronha, você está completamente equivocado quando diz que o livro de Mórmon não precisou de evidências físicas. Eu e muitos que comentam neste blog sabemos que permanecemos por anos consecutivos no mormonismo porque acreditamos nas palavras sem "evidencias físicas" que nos foram faladas.

    Quando abrimos os olhos, caímos na real. Parece dolorido! É dolorido, você aceitar que estava errado por tantos anos. Mas a vida continua.

    Aprendemos com nossos erros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez eu te entenda Popinhaki, é muito difícil permanecer firme na fé e é mais fácil encontrar razões para combater algo que não pode ser explicado pela ciência. De ciência temos muito ai fora, algumas são explicadas outras não, agora o único desafio é encontrar um ciência 100% exata. Só gostaria de saber em que você acredita, qual religião defende ou se até mesmo não acredita em nenhuma delas.

      Excluir
    2. Meu conselho a VC e aos adeptos mórmons é: vá ler a Bíblia, leia mesmo, de verdade! Leia e vai descobrir dentro dela as verdades que o livro de Mórmon, doutrinas e convênio ou perola de grande valor não revelou, leia a BÍBLIA e se descubra nela

      Excluir
    3. A RESPOSTA DE QUE O LIVRO É VERDADEIRO NEM SEMPRE SE REDUZ AO QUEIMOR NO PEITO, MAS NA BUSCA E COMPARAÇÃO COM A BIBLIA, E POR OUTRO LADO PELA SENSAÇÃO DE PAZ QUE DEIXA EM NOOSOS CORAÇÕES QUE TE DAR A SENSAÇÃO DE QUE É VERDADEIRO. eNQUANTO MUITOS ESPERAREM ESTE QUEIMOR NO PEITO NÃO SENTIRÃO JAMAIS, POIS SAÕ PROVAS DE QUEM EXIGEM ISTO, ASSIM DEUS PROVA DE QUE QUEM BUSCA ACHA, MAS NÃO COM EVIDENCIAS MAS COM REVELAÇÕES QUE EMERGEM DE NOSSO PEITO NA BUSCA INCESSANTE PELA SEDE DE SABER SOBRE AS RESTAURAÇÕES. bREVE VEREMOS,, POIOS OS TEMPOS EXPIRAM E TODOS QUE FORAM CONTRA, SE ARREPENDERÃO DE FORMA IRREVERSÍVEL

      Excluir
    4. A RESPOSTA DE QUE O LIVRO É VERDADEIRO NEM SEMPRE SE REDUZ AO QUEIMOR NO PEITO, MAS NA BUSCA E COMPARAÇÃO COM A BIBLIA, E POR OUTRO LADO PELA SENSAÇÃO DE PAZ QUE DEIXA EM NOOSOS CORAÇÕES QUE TE DAR A SENSAÇÃO DE QUE É VERDADEIRO. eNQUANTO MUITOS ESPERAREM ESTE QUEIMOR NO PEITO NÃO SENTIRÃO JAMAIS, POIS SAÕ PROVAS DE QUEM EXIGEM ISTO, ASSIM DEUS PROVA DE QUE QUEM BUSCA ACHA, MAS NÃO COM EVIDENCIAS MAS COM REVELAÇÕES QUE EMERGEM DE NOSSO PEITO NA BUSCA INCESSANTE PELA SEDE DE SABER SOBRE AS RESTAURAÇÕES. bREVE VEREMOS,, POIOS OS TEMPOS EXPIRAM E TODOS QUE FORAM CONTRA, SE ARREPENDERÃO DE FORMA IRREVERSÍVEL

      Excluir
    5. A RESPOSTA DE QUE O LIVRO É VERDADEIRO NEM SEMPRE SE REDUZ AO QUEIMOR NO PEITO, MAS NA BUSCA E COMPARAÇÃO COM A BIBLIA, E POR OUTRO LADO PELA SENSAÇÃO DE PAZ QUE DEIXA EM NOOSOS CORAÇÕES QUE TE DAR A SENSAÇÃO DE QUE É VERDADEIRO. eNQUANTO MUITOS ESPERAREM ESTE QUEIMOR NO PEITO NÃO SENTIRÃO JAMAIS, POIS SAÕ PROVAS DE QUEM EXIGEM ISTO, ASSIM DEUS PROVA DE QUE QUEM BUSCA ACHA, MAS NÃO COM EVIDENCIAS MAS COM REVELAÇÕES QUE EMERGEM DE NOSSO PEITO NA BUSCA INCESSANTE PELA SEDE DE SABER SOBRE AS RESTAURAÇÕES. bREVE VEREMOS,, POIOS OS TEMPOS EXPIRAM E TODOS QUE FORAM CONTRA, SE ARREPENDERÃO DE FORMA IRREVERSÍVEL

      Excluir
    6. Eu tenho em mim a sensação de paz no meu coração que deixar a igreja foi um acto maravilhoso. :)

      Excluir
    7. E penso que muitas das pessoas que deixaram a Igreja, tal qual o autor deste blog, fizeram precisamente essa busca incessante. E os tempos expiram-se quando? Tem havido alguma revelação útil quanto a isso?

      Excluir
  9. SE acredita que exista um Deus criador de todas sa coisas e Pai de todas as coisas, entao ajoelhe-se e pergunte a Ele se o livro e todas as crenças mormons que sao conhecidas e sagradas sao verdadeiras. Nao pergunte a mais ninguem pergunte a Deus com fe que Ele renponderá a tua oração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo!

      Voce não imagina o quanto já perguntei isso. Você não imagina quantas pessoas tem ´perguntado isso. Ninguem nunca recebeu resposta alguma de que esse Livro e essa doutrina seja mesmo de Deus. Todos os que dizem que sabem e testificam, na verdade não sabem. Deus nunca falou comigo nem com Joseph Smith Jr. ou ninguem que eu saiba. Não creio que voc~e seja o sortudo desta tamanha façanha.

      Excluir
    2. Antonio Carlos Popinhaki: Voce não imagina o quanto já perguntei isso
      --------------------
      Caríssimo Antônio. A fé não é irracional, nem, tão-pouco, normalmente, Deus nos diz diretamente o que é verdade, ou mentira.

      O que me deixa perplexo mesmo, é que, sendo você inteligente (seja humilde quanto a isso), tenha se submetido à mentira por tanto tempo.

      Efetivamente Deus nos fala e nos mostra a verdade, porém, não da forma que quer o Marcelo. Ele se nos manifesta através de sinais que podem ser detida e meticulosamente examinados por peritos capacitados. O demônio não pode produzir milagres. Seus prodígios são enganadores (II Tss 2,9),razão que nos obriga a examinar com muito cuidado, se possível, mediante a contribuição de peritos qualificados. Hoje a ciência está muito avançada e se encontra habilitada a identificar se as causas que produziram tais sinais são naturais. Ela não pode dizer-nos se as causas são sobrenaturais, pois a metafísica não é o seu campo de pesquisa. No máximo, em caso de não identificação de causas, classifica o fenômeno apenas como INEXPLICÁVEL.

      Feito isso, basta verificar em que grupo religioso tais fenômenos acontecem, considerando que Deus não apõe seu carimbo (sinal) identificador em coisas que não são suas, mas sim em sua única e verdadeira Igreja, a Igreja que ele edificou sobre Pedro.

      DEUS NÃO OPERA MILAGRES EM AMBIENTES HERETICAMENTE CONTAMINADOS, POIS QUE, EM ASSIM FAZENDO, ESTARIA COLABORANDO PARA O MAL.

      Excluir
  10. Antonio Carlos Popinhaki eu te presto meu testemunho que todas as coisas escritas no livro de mormom são verdadeiras sabe porque eu senti isso porque eu orei e também quando eu orei eu coloquei meu coração na oração.Você fez isso colocar seu coração ?acho que não né será que você estava digno de pelo menos ouvir a voz de Deus acho que não né. pois eh te convido a a ler e ora mas quando ora coloque seu coração na oração.ai você vai ver a verdade te penetra a alma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcos André!
      Porque será que os Mórmons acham que eu não era digno disso ou daquilo. Quem é você para vir aqui me acusar de dignidade? Saiba que quando eu falava, dentro do mormonismo o chao tremia. Tamamnho era o meu testemunho. Quem me conheceu no passado pode atestr isso. O problema é que Deus não responde oração de ninguem. Não respondeu a mim e nem a você. Deus, na sua condição de Deus não perderia tempo com essas insanidades de ficar escutando e respondendo orações de pessoas como nós. Deus, se existisse mesmo e na condição de Deus deveria se preocupar em não deixar os seus "filhos" se matarem. Não deveria deixar faltar nada para nenhum dos seus filhos. Você não sabe nada infelizmente sobre o mormonismo. Não acha mesmo que só porque sentiu algo (um bem estar) o livro de Mórmon é verdadeiro? Quero te dizer que essa paz e calmaria que os mormons afirmam ser o Espírito qualquer pessoa sente em diversos outros lugares. Não precisam de uma religião para sentir isso. Isso foi tolice minha por anos. Felizmente acabou.

      Excluir
    2. Popinhaki: parabéns pela luta e capacidade de análise que o fez libertar-se. E disse muito bem, quanto aos ainda Mormons que apenas desacreditam os anteriores membros na sua busca passada pela verdade. Ora porque nao buscámos sinceramente, ora porque fomos no caminho de Satanás.... a cegueira é tao grande que repelem imediatamente qualquer possibilidade de imperfeiçao na sua doutrina. Enfim, fico feliz por ter saído de consciência tranquila, com pleno conhecimento e certa que nao se arrependerá. E nao precisei de nenhum espírito santo para dizer isto.

      Excluir
  11. bem sou membro a mais de 40 anos acho que ainda sou sei la so que depois de tantas decpsoes com lideres etc...to sentindo que estava enganada quanto a vercidade deste livro e desta igreja, alguns dias fiquei ate de cama quanto a tudo iso meu marido estudou muito as escritura, e ele chegou a conclusão que fomos levados por uma emoção,esperando em CRISTO uma nova mudança neste mundo e nada aconteçe minha mãe muito fiel trablava numa maquina de costura dia e noite com um objetivo de criar os filhos e pagar o dizimo,e quando ela precisou da igreja tão grnde foi nossa decepção,pois ela precisou de fazer uma cirurgia que sua vida dependia disso resumo os lideres viraram as costa pra ela.de uma forma ou de outra ela foi operada.e ficou boa ,e mesmo assim ela continuou na igreja e pagando o dizimo quando chegou aos 70 anos ela veio a falecer esquecida,so com a familia ao lado dela, eu to muito triste em saber que este livro e uma farsa uma simples estoria, vou continuar a pesquisar,descubri que josph smith era maçom e isso ainda to pesquisando e os simbolos e sinais do templo veio da maçonaria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LERINHA BARBOSA! Sinto muito por você e teu marido permanecerem tanto tempo na igreja. Eu permaneci 18 anos e foi uma vida. Foi muito decepcionante ter descoberto que fui enganado por tantos anos. E fui enganado porque me deixei enganar. Nunca me permeti pesquisar mais a fundo esta seita. Eu sempre acreditei no que os "líderes" falavam. Nunca questionei se o livro de´Mórmon era verdadeiro ou não. Apenas acreditei porque me disseram que era. E os sentimentos de paz que eu achava que era a influencia do Espírito Santo não passava de uma farsa também. Eu posso sentir a mesma coisa em outros lugares que não seja a igreja mórmon. Posso me emocionar ao assitir um filme, escutar uma música clássica ou apenas ao ouvir uma melodia. Gostaria que você e teu marido pudessem ler o conteúdo deste blog e me enviarem seus questionamentos. Desejo-lhes sucesso com a mente aberta.

      Excluir
    2. as pessoas podem serem falas, falhas e/0u hipocritas, pois sabes que em qq igreja existem lobos com peles de cordeiro, mas a igreja é perfeita, se seguimos Jesus Cristo, não temos que dá trelha as pessoas que não acreditam, e se Deus não revela, é porque ele sabe a intenção de cada um e se omite, não que ele não ame seus filhos, mas a cada um ele pondera, talvez para conhece-lo melhor,para prova-lo, para incitar.... Pra que pior que Paulo, que chegava a matar os Cristãos? e o que Deus fez com Ele? a cada um o senhor se revela de uma forma CABE A NÓS SABER ENTENDER ESTES PROPOSITOS poucos entendem isto

      Excluir
  12. O inimigo sabe usar as pessoas a criar "fatos" até científicos para combater a Obra de Deus. Um desses "fatos" é o criador desse blog. Respeito sua opinião, tenho amigos ateus que respeitam a minha crença e nenhum deles tem tanta ira quando uma pessoa que se decepcionou por não ganhar um presente por fazer as coisas certas como você, que não teve paciência para esperar as coisas acontecerem no seu devido tempo. Amigo, você é inteligente demais para ser exortado a qualquer coisa eclesiástica. Enfim, você tem muita criatividade para escrever e criar "argumentos". Eu continuarei firme no meu interesse mesmo que para você ou meus amigos descrentes de fé achem que é insanidade ou falta de juízo, e quando chegar o momento certo saberemos quem seguiu o melhor caminho.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma suposiçao bastante arrogante a que o Wellington diz quando afirma que o criador desse blog ficou decepcionado porque nao se sentiu recompensado a tempo.
      A ciência nao mente, nem se baseia em fé para provar ou desprovar factos, nao se impoe como autoridade e quando novas investigaçoes ou estudos completam ou contrariam algo suposto no passado, nao há nenhuma luta para manter essa corrente passada, porque a ciência está aberta à evoluçao. Coisa contrária à religiao que nao aceita absolutamente nada que nao a comprove e baseia os seus argumentos na falta de dignidade de quem questiona e que o "inimigo" usa uma série de artimanhas para "combater a obra de deus". Caro Wellington, a única coisa que a Igreja tem a seu favor é a fé individual dos seus membros e o sentimento de espírito e este é bastante válido, pois todos os religiosos devotos do mundo o sentem - seja qual a sua fé -e e praticamente todos os seres humanos sentem um arrebatamento quando ouvem música que significa algo para eles, ou um filme, literatura, teatro, comunhao com a natureza, quando um filho nasce, quando se sentem imensamente apaixonados por alguém. Também me parece que essa expectância do momento certo para saber quem seguiu o melhor caminho tem um tom vingativo. Foi assim que Jesus Cristo ensinou? Sabe que muitos líderes da igreja ensinam a estudar correctamente a doutrina? "If we have the truth, [it] cannot be harmed by investigation. If we have not the truth, it ought to be harmed." (J. Reuben Clark, counselor in the First Presidency)

      Excluir
  13. Sr. Antonio Carlos Popinhaki , é triste ver como você não tem nem um pingo de conhecimento ou melhor respeito pela crença de outras pessoas, vi que você já foi membro desda igreja que agora você ataca e dirige blasfêmias contra ela , quando uma pessoa se apega muito a coisas matérias como é o seu caso , que procura respostas cientificas para tudo , como foi Tomé , lembra?
    Me responda um coisa , tu tens provas cientificas da existência de Deus ? Ao menos acredita na existência de tal ser?
    Agora falando de suas experiencias como membro desta Igreja , noto que realmente para você foi um tempo muito bem perdido pois não aprendeu nada mesmo , sinto pena de sua alma , pois você esta completamente enganado e não tens o direito de falar tais coisas contra pessoas que não falam nada a seu respeito , agora falar de apóstolos , setentas , presidentes da igreja , uma outra pergunta , conheceu algum pessoalmente ? Pelo que pareceu , acho que sim para dirigir tais acusações contra eles. Sinto que você deve procurar coisas para ocupar sua mente , ao invés de ficar perseguindo a igreja , pois isso sempre aconteceu , pessoas recalcadas se afastam da igreja e perseguem ela, não vou falar para você se ajoelhar e orar, pois percebi que isso não funciona com você , pois seu coração está muito duro para isso.
    Gostaria muito que pessoas como você , que ficam perseguindo e caluniando a Igreja , não existissem , mas temos que ter oposição em todas as coisas , e para você refletir , a igreja não perdeu nada com a sua saída , mas sim você perdeu com isso , sabes do que estou falando , lembra de teus convênios ? Gostaria de te a oportunidade de conversarmos em particular , pois não quero lhe constrangir em publico , ao contrario do que você faz. Se quiser meu email willin28@gmail.com !

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. William - Não tenho provas da existência de Deus e duvido que alguém tenha. Nos moldes como é apresentado pelas religiões, Deus é apenas uma figura imaginária. Pode até ser que tenha havido um criador, mas não do jeito como nos é apresentado. Minhas experiencias como membro da Igreja eram bem marcantes na época. Eu acreditava piamente de que a Igreja era verdadeira, mas me enganei. Não te ataco da mesma maneira como me atacaste porque sei que é questão de tempo para você mesmo sair do mormonismo. É só uma dissonância cognitiva que estás passando, uma espécie de lavagem cerebral. Conheci pessoalmente o Apóstolo James E. Faust e não vi nenhuma vantajem adicional nele. Era um grosso que estava sempre se vangloriando dos Estados Unidos. Certo dia eu mesmo o presenciei falando que tinha vista Satanás no Rio de Janeiro. Um absurdo. Já foi tarde. Estava completamente gagá.

      Excluir
  14. Dificil pra mim entender a doutrina de um livro que não nenhuma comprovação física , eu fui muito tempo de A igreja de jesus cristo sud, mas buscava encontrar uma resposta concreta do livro , não só fé , isso eu tinha de sobra , mas nunca fui atendido , quanto ao pedido se o livro era ou não verdadeiro. Eu acredito na bíblia mesmo que todos os eventos ocorridos ali não possam ser comprovados cientificamente , mas existe muitas provas de que ela é a palavra de Deus e isso pra mim já basta, já o livro de mórmon NÃO TEM absolutamente nada , amo os mórmons aprendi muito com todos eles, e devo muito a todos ,e sei que lá existem pessoas sinceras e muito caridosas,mas não dava pra continuar em algo que não mostra prova alguma de ser verdadeiro .

    ResponderExcluir
  15. o pior é achar que tem um profeta vivo, no caso atualmente temos o S.monson como "profeta" os mormons acreditam seriamente que esse homem, de carne e ossos assim como eu e vc.......pegador igualmente, assim como eu ou você, conversa CARA A CARA COM DEUS!!!!!! e faz as revelações que deus FALOU pra ele........hauihauhua cara isso as vezes se torna até comédia......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. como as pessoa tem ideia errada qto o poder de um profeta, muitos acham que profeta é aquele homem de antigamente, com batas e barba e cabelos longos, mal entendem que esta moda ai acabou e que os eleitos de Deus h oje seguem as coisas adaptadas pelo tempo, pela cultura etc.Agora dizer que ele é pegador isto ja é blasfemia, se não conheces as pessoas como ter esta absurda forma de pensar,este realmente como muitos merecem dizer: senhor perdoai-lhes porque não sabem o que dizem

      Excluir
  16. Antonio sou cristão e tenho um amigo mormon , ele esta cego em relação a essa ceita , sempre anda triste e deprimido , mas bate o pé em dizer que essa é a verdadeira igreja , ele ainda é jovem e queria que ele se libertasse enquanto a tempo.
    Gostaria que vc me falasse sobre aquele trecho do livro (2 nefi 5:21-25) ficarei grato pela resposta , e parabens por abrir os olhos de muitas pesoas !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "E ele fez cair a maldição sobre eles, sim, uma dolorosa maldição, por causa de sua iniquidade. Pois eis que haviam endurecido o coração contra ele de tal modo que se tornaram como uma pedra; e como eram brancos, notavelmente formosos e agradáveis, a fim de que não fossem atraentes para meu povo o Senhor Deus fez com que sua pele se tornasse escura. E assim diz o Senhor Deus: Eu farei com que sejam repugnantes a teu povo, a menos que se arrependam de suas iniquidades.E amaldiçoada será a semente daquele que se misturar com a semente deles; porque será amaldiçoada com igual maldição. E o Senhor assim disse e assim foi.E por causa da maldição que caiu sobre eles, tornaram-se um povo preguiçoso, cheio de maldade e astúcia e procuravam animais de caça no deserto. E o Senhor Deus disse-me: Eles serão um castigo para teus descendentes, a fim de fazer com que se lembrem de mim; e se não se lembrarem de mim e não derem ouvidos a minhas palavras, castigá-los-ão até que sejam destruídos." - A Escritura fala por si. RACISMO e PRECONCEITO.

      Excluir
    2. eu sou mormon e sou feliz e p-elo fato de avaliar que uma pessoa é infeliz pelo semblante é mera observação falsa de um julgamento pessoal, nem todas as pessoas com semblantes tristes são infelizes, talvez por outras coisas, menos pelo evangelho, pare de ser um generalista cara

      Excluir
  17. Você leu sobre Abel e caim. E os filhos de Noé? Me responda adão era branco. Negro.Ou amarelo.

    ResponderExcluir
  18. Você leu sobre Abel e caim. E os filhos de Noé? Me responda adão era branco. Negro.Ou amarelo.

    ResponderExcluir
  19. Com a mente aberta. Antes de mais nada, eu entendi completamente o intuito do site inteiro. E reconheço que alguns assuntos aqui culminaram na minha vontade abrupta por conhecimento. Afinal a fé, no intuito de somente acreditar, é vaga... Sem um discernimento justo, vagaríamos com nossas crenças. Precisávamos conhecer a história de Joseph para então escolhermos acreditar ou não. Fato. Muito tenho observado, não somente aqui como em outros sites do gênero, a revolta pessoal dos que ali relatavam tal revolta. Coisas do tipo "Como pude me deixar levar por esta doutrina?" "Quanto tempo perdi nessa igreja" , entre outras coisas e tal. Colegas, se pararmos para analisar qualquer um comentário deste gênero e do conteúdo do site, duas coisas podem acontecer: Ou começamos a levantar as questões relatadas pelos "revoltados" com a doutrina da igreja e com quem (re)começou a doutrina, e assim "despertamos" de um suposto "sono", Ou notamos a possível falta de um fator chave chamado "Fé". Aí observamos o quanto é complexo esse fator chave. É uma das primeiras coisas que nos ensinam, onde quer que aprendamos ensino religioso: "Fé consiste em acreditar em tudo aquilo que não se vê, mas que se sente que é verdadeiro". Colegas, isso é tão sinceramente difícil, quanto prestar o testemunho do que quer que seja. A fé sincera, depois que sentida, já era. "Game over". Pasmem: É inabalável! Acho este blog de grande valia. Pois testa a um nível bem alto, a fé que os Santos dos Últimos Dias têm na doutrina que vivem. Não chego a recomendar a todos, porque reconheço que não são todos os SUDS, não-membros e simpatizantes que têm força ou sabedoria pra manter parcialidade quanto ao tanto que enfatiza este blog. Digo, se segundo o blog, existe a possibilidade da Igreja ser uma completa farsa, talvez também deva existir a possibilidade na mesma proporção de todo o embasamento do autor(a) deste e de outros vários sites, serem uma farsa. O que pesa nesse caso, é aquele fator chave, colegas. A fé de vocês. A fé que chega a ser inabalável! Não a que te deixa balançado. A fé baseada em conhecimento sincero, real e verdadeiro. Levando em conta neste momento ao menos que devemos ser instruídos em tudo. Devemos conhecer tudo quanto pudermos, certo?! Então, sempre busquem os dois lados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo não se trata de Fé....a Sud é uma organização extremamente poderosa, pq raios nunca buscou vestígios das civilizações e povos citados no Livro de Mórmon? Cara, foi uma guerra gigantesca (afirma o livro) ao pés do monte Cumorah, como é que nenhum explorador encontrou nada???? Por favor, mostre que estou errado, eu sou fiel à Bíblia Sagrada, o verdadeiro Evangelho de Cristo, A Palavra de Deus, e minha fé é inabalável, vejo diversas expedições às localidades citadas na Bíblia, estudos, não que eu precise dessas coisas mas quando vc tem fé em algo e a própria ciência secular comprova a verá idade dos fatos sua fé só se fortalece, é isso que eu queria ver em relação ao livro de Mórmon, manda pelo menos uma espadinha que comprovadamente foi usada na guerra, só isso man.

      Excluir
  20. Descordo com esse,artigo pois e muito fácil procurar pois nós só procuramos crer na verdade,que satisfaz nos ego,quando nós deparamos com algo,mais profundo procuramos logo, disser que aquilo não passa de literatura sem fundamento básico para a fé. Eu creio na veracidade da igreja!!!

    ResponderExcluir
  21. Se formos avaliar as doutrinas dos SUS e comparalas com o que a biblia realmente ensina teremos a prova de esse livro não passa de um falso evangelho como consta em Gálatas 1:8

    ResponderExcluir