Traduza para outra Lingua!

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

O DINHEIRO E A RELIGIÃO

Muitos me enviam emails contando seus dissabores com o mormonismo. Parece que muito do tudo que passei nesta seita, incluindo sentimentos e desapontamentos, também aconteceu com outros. É questão de tempo para que a permanência de qualquer membro que pense um pouco e que esteja dentro do mormonismo possa ter um fim.
Eu era muito ativo, me considerava um homem de fé. Mas e agora? Onde foi parar esta fé? Simplesmente desapareceu! Depois do meu grande desapontamento com a doutrina que se dizia verdadeira, não consegui mais aceitar ou crer em nada que esteja relacionado com religião. No meu entendimento, todas as religiões são parecidas. As semelhanças são gritantes, apesar das doutrinas terem algumas características distintas e peculiares. A maioria das religiões são movidas a dinheiro. É o dinheiro o óleo que lubrifica a engrenagem da máquina da fé. Sem dinheiro é impossível agradar a Deus. É o que vemos o dia todo, nas igrejas, na televisão e nos jornais.
No mormonismo não é diferente. Segundo o que aprendemos no mormonismo, a fé é algo que existe mas que não se pode ver. Isso  com nossos próprios olhos para atestar que este algo existe de fato. Os Mórmons citam como exemplo, o calor do sol ou o sentir do vento. Podemos sentir, mas não vemos ou tocamos.
No mormonismo a questão dinheiro é tratada de forma igual à maioria das religiões, incluindo aí o catolicismo, os grupos evangélicos e até mesmo as ramificações que se consideram à parte, como os adventistas do sétimo dia ou as testemunhas de Jeová. O dinheiro é fundamental para o bom andar da obra.
Como falei no início, por esta questão monetária, muitos se afastarão do mormonismo com o tempo. Será evidente isso! Muitos procuram ou aceitam uma religião, quer seja qual for, num momento de crise financeira. Aceitam-na com a promessa de que,ao se batizarem receberão bençãos de Deus. Entre essas bençãos estão incluídas a melhora de vida financeiramente.
O prosélito ao aceitar o batismo e a doutrina Mórmon espera ter algum progresso, com a ajuda do Divino que está no alto (Pai Celestial). Com o passar dos anos, ele não percebe uma mudança significativa em sua vida financeira. Salvo aquela mudança provocada pela recompensa do suor de seu trabalho. Então o membro se questiona! Onde estarão as bençãos que me foram prometidas do alto?
Infelizmente quando isso ocorre, o membro já depositou um valor enorme, nas contas da Igreja e não poderá mais resgatar ou reclamar a devolução do dinheiro. Isso a título de dízimos e ofertas. Se ele não pagasse poderia ser queimado na segunda vinda de Cristo à terra. O que ele poderia alegar? Que fora enganado?
É bem verdade, que em alguns casos exagerados, há registros de membros de igrejas evangélicas que entraram na justiça e recuperaram o dinheiro que pagaram como dízimos. Mas são excessões! No mormonismo, não conheço um único caso dessa natureza.
O melhor mesmo é que as pessoas não paguem dízimo algum. É questão de inteligência e sabedoria. Não é questão de fé, é questão de burrice. Já notaram como estão cada vez mais avantajados financeiramente os líderes do alto escalão? E como estão cada vez mais miseráveis e falidos os que agem pela fé, pagando até mesmo a última moeda que possuem como dízimos? Pensem nisso ao doarem seu suado dinheiro, para uma instituição que clama ser, a única igreja verdadeira plantada neste planeta. 

Texto escrito por Antonio Carlos Popinhaki

Imprimir esta Página

3 comentários:

  1. Dinheiro está ligado à religião (na cabeça dos religiosos gananciosos) assim como roubo está ligado a ladrão. Só que religião pura não tem nada a ver com dinheiro ou com o que Cristo ensinou: desapego ao dinheiro e aos bens materiais e uma vida humilde e pobre, dando ele mesmo o exemplo nunca acumulando ou brigando por dinheiro ou coisas terrenas.

    ResponderExcluir
  2. Antonio,

    "Aceitam-na com a promessa de que,ao se batizarem receberão bençãos de Deus. Entre essas bençãos estão incluídas a melhora de vida financeiramente."

    No Manual Missionário, esta doutrina não está presente. Na verdade nem nas escrituras você vai encontrar que ser 'mórmon' = ficar rico

    Foi por isso que você saiu da Igreja?
    Não conseguiu prosperar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É impossível prosperar dando todo o seu dinheiro para a igreja, não conheço o autor do blog, mas tenho certeza que agora sua situação financeira está bem melhor. Se somar o dízimo mais um monte de ofertas, você verá que um membro da igreja chega a pagar quase 50% de seus vencimentos. Vocês deveriam usar esse dinheiro pagando aulas de matemática, assim não seriam tão tolos.

      Excluir