Traduza para outra Lingua!

sábado, 28 de maio de 2011

LIVRO DE MÓRMON! ONDE ESTÁ O RIO QUE DESÁGUA NO MAR VERMELHO?


Hoje na minha postagem, escreverei sobre uma grande mentira que está estampada no livro de mórmon. Vejamos o que está escrito no capítulo 1 de primeiro Néfi, versículos 4 até o 9:

“E aconteceu que ele partiu para o deserto. E deixou sua casa e a terra de sua herança e seu ouro e sua prata e suas coisas preciosas; e nada levou consigo, a não ser sua família e provisões e tendas; e partiu para o deserto. E desceu pelos limites perto da costa do Mar Vermelho; e viajou pelo deserto, do lado mais próximo do Mar Vermelho; e viajou pelo deserto com sua família, que consistia em minha mãe, Saria, e meus irmãos mais velhos, Lamã, Lemuel e Sam. E aconteceu que depois de haver viajado três dias pelo deserto, ele armou sua tenda num vale, à margem de um rio de águas. E aconteceu que construiu um altar de pedras e fez uma oferta ao Senhor e rendeu graças ao Senhor nosso Deus. E aconteceu que deu ao rio, que desaguava no Mar Vermelho, o nome de Lamã; e o vale ficava nas margens, perto de sua desembocadura. E quando meu pai viu que as águas do rio desaguavam na fonte do Mar Vermelho, falou a Lamã, dizendo: Oh! Tu poderias ser como este rio, continuamente correndo para a fonte de toda retidão!”

Para começar, vou desfazer esse erro terrível. A distância desde Jerusalém até o Golfo de Aqaba, que é o lugar mais próximo do Mar Vermelho, conforme descrito na escritura, dista 300 quilômetros.
Uma pessoa normal caminha cerca de 5 quilômetros por hora. Eu mesmo já caminhei isso várias vezes desde um sítio que possuo, que fica há 20 quilômetros no interior da cidade de Curitibanos. São 5 quilômetros bem caminhados.
Seguindo este raciocínio. Em 10 horas, bem caminhados, sem descanso, uma pessoa normal fará em torno de 50 quilômetros. Mas notem o detalhe, sem descanso e a pessoa tem que ser normal.Como alguém pode caminhar 10 horas sem descanso? É quase impossível.
No caso de Lehi, tenho certeza de que se isso aconteceu, ele e sua família, não poderiam fazer mais do que 5 quilômetros por hora.
Exagerando, o máximo que essa família, composta por velhos e mulheres, poderia ter feito de Jerusalém até a direção do Mar Vermelho seria 150 quilômetros. Nada, além disso. Isso já seria demais. Muito além do racional. Mas suponhamos que conseguissem. Portanto, ficariam no meio da viagem em 3 dias, ou seja 150 quilômetros.
Outra coisa! O caminho para o Mar Vermelho era completamente conhecido naquela época. Cerca de 600 a.C. Não tinha porque se desviarem do caminho traçado desde há muito tempo por viajantes e comerciantes que por ali costumeiramente passavam.
O mais importante agora! Não há rios que desaguem no Mar Vermelho ao longo do caminho percorrido. Eu mesmo fui olhar no Google Earth. Pesquisei a hidrografia da região desde Jerusalém, até o Golfo de Aqaba no Mar Vermelho.
Não há indícios de que houve um rio na região e que por ventura tenha secado. Isso seria documentado por pessoas que, como disse, costumeiramente passavam por ali.
Outra prova importante que descobri na internet:
Em termos de salinidade, o Mar Vermelho é maior que a média mundial. Isto é devido a vários fatores:
1. Alta taxa de evaporação e muito pouca precipitação.
2.Falta de rios ou córregos importantes que escoam para o mar.
3. Limitada ligação com o Oceano Índico, que tem menor salinidade da água.
A região é montanhosa, composta por rochas vulcânicas concentradas. Até mesmo para um desvio de rota seria extremamente difícil para essa família fazer o percurso como sugerido no texto do Livro de Mórmon.
O texto ainda diz que o lugar onde Lehi e os seus, armaram a tenda era num vale, perto de um Rio que deságua no Mar Vermelho. Evidentemente que estavam na Foz deste rio. Portanto tinham alcançado o Mar Vermelho. Como disse anteriormente, não há rios que desaguem no Mar Vermelho na rota de Jerusalém até o referido Mar.
Se houvesse qualquer rio ali, teria sido um famoso porto para o comércio entre vários povos. Talvez hoje existisse na região uma grande cidade portuária.
Caso os membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias achem que estou exagerando, podem consultar as rotas alternativas. Posso ajuda-las. Caso Lehi e os seus não percorressem a rota mais próxima até o Mar Vermelho, teriam que 2200 quilômetros da península Arábica, sendo 640 quilômetros de montanhas e 1.600 quilômetros de deserto.
Só se tivesse aviões para percorrer tudo isso em 3 dias. É muito para minha cabeça aceitar como verdade.

Referencias:



Google Earth
http://en.wikipedia.org/wiki/Red_Sea

12 comentários:

  1. Foi muito bem pensado, realmente desconhecemos algum rio que desagua no Mar Vermelho. São questões que não nos são respondidas. Talvez até inventem alguma desculpa ou joguem para cima dos pesquisadores a responsabilidade de orar e descobrir por si só que o Livro de Mórmon é verdadeiro, sem no entanto, apresentarem provas arqueológicas. Da mesma forma, constroem uma imagem da "América" (referindo-se aos Estados Unidos), com invenções surpreendentes, sem tirar a xenofobia já embutida nos estadunindenses. Não escrevo "americanos" porque nós aqui da América do Sul também somos americanos, como também os habitantes da América central são americanos. Inventaram muita coisa para manter a hegemonia deles: um local onde Adão e Eva moraram (Jardim do Eden) no Missiouri (pasmem só! está mais que provado que o oriente médio foi o local do referido jardim, a bíblia inclusive cita os rios Tigre e Eufrates que cortam o Iraque).
    Estamos esperando srs. mórmons as provas e explicações sobre o Livro de Mórmon, com amostras das cidades nefitas e lamanitas, onde se localizam geograficamente no continente americano, assim como a Bíblia Sagrada tem até hoje as cidades históricas. Estamos no aguardo das provas do Livro de Mórmon.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom... se fosse apenas esse suposto rio que supostamente existiu, até que amenizava a situação do mormonismo, mas existem diversas e diversas passagens no tal livro que não podem ser comprovados por meio de nada, a não ser pela revelação da IMAGINAÇÃO do autor dessa vergonha que chama-se Livro de Mórmon, e pelas mais vergonhosas respostas para tentar fazer com que este livro venha a ser verdadeiro, sendo muitas dessas respostas verdadeiros absurdos.

      Excluir
  2. Edson!
    Os membros da Igreja não podem provar nada a esse respeito. Nem o menor deles até o seu "Profeta vivo". Simplesmente não há provas para os fatos comprobatórios apresentados. Gostaria de ver o tal Monson caminhando 300 quilômetros em 3 dias. Se ele conseguir, daí então eu posso começar a acreditar em alguma coisa relacionada ao mormonismo. Mas omo não é possivel tal façanha, não acredito mais no mormonismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você faz muito bem meu irmão em não acreditar na doutrina mórmon, pois fui membro da tal igreja por 2 anos, e nunca consegui acreditar e nem ver verdades bíblicas ou cientifica no livro de mórmon.

      Excluir
  3. Como um rio no Oriente Médio iria passar mais de 2000 anos sem secar em uma região de extremo calor?

    A região do Oriente Médio é um lugar que mudou muito com o passar dos anos, até mesmo parte da cidades Bíblicas precisaram ser escavadas para serem descobertas e estudadas. Até mesmo alguns nomes de cidades e calendários foram mudados depois de tanto tempo.

    Existe um site que mostra um dos lugares descritos no Livro de Mórmon, é esse aqui:

    http://www.ancientamerica.org/library/media/HTML/q4suvpqz/AAF%2044.htm?n=0

    Agora, sobre o fundador deste Blog, eu imagino que você tenha perdido contato com muitas pessoas da Igreja, e muitas outras pessoas que poderiam contar com a sua ajuda, agora não podem mais, pois você decidiu atacar o evangelho que leva salvação à vida de tantas pessoas, usando suposições suas sobre fatos históricos e arqueológicos.

    Eu imagino que você tenha deixado de viver o evangelho e para se livrar da culpa de ter rejeitado o Espírito Santo, culpa a Igreja.

    Em algum dia na sua vida você deve ter recebido a sua resposta sobre a veracidade do Livro de Mórmon, mas esqueceu o que sempre deve ser feito após as leituras do mesmo: orar fervorosamente à Deus perguntando se o Livro de Mórmon é verdadeiro.

    Por favor, não deixe a sua descrença afetar quem não conhece o evangelho, usando acusações falsas, pois existem muitas famílias que vivem o evangelho de Cristo na Sua Igreja e que são felizes, e que testemunham a veracidade de tudo o que lhes foi ensinado através do Espírito Santo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom... Fábio fatos comprovados por outros membros do mormonismo são irrelevante e não podem ser levados em conta, porque é óbvio que este fará de tudo pra tentar comprovar as especulações do livro de mórmon, usando os meios lícitos e ilícitos, uma vez que tal rio foi mostrado para o autor desse livro pela revelação da IMAGINAÇÃO dele mesmo.

      Em relação ao site que deixo, quando bem lido e pesquisado, na verdade nos diz que o local que eles mencionam TALVES PODERIA ser o suposto rio Lamã.

      Nós Cristãos só temos a agradecer ao fundador desse blog, que decidiu mostrar a verdade sobre tal doutrina, que se intitula portador da única verdade, mas que de fato nos afasta da verdadeira doutrina de Cristo Jesus, na qual é a única pedra de esquina, única pedra angular do verdadeiro cristão, na qual o mormonismo ensina o contrario, que é o livro de mórmon.

      Saibam que o fundador deste blog esta sendo usado fortemente pelo espírito santo, esse sim nos revela a verdade sobre a Palavra do nosso Senhor e salvador Jesus Cristo, por tanto, de maneira alguma o fundador deste blog irá se sentir culpa de está nos mostrando a verdade.

      Aquele que é lavado e comprado pelo sangue do cordeiro pode fazer quantas orações fervorosas quiser, pedindo a Deus confirmação da veracidade de tal livro, mas sempre irá escutar de Deus: ‘’apartem-vos de mim aqueles que acreditam e praticam tal heresia, porque se afastaram do meu caminho, e escolheram essa doutrina falsa que endureci o coração do homem, levando-o a morte eterna.’’

      Excluir
  4. Fábio!
    Cada vez que o Livro de Mormon é confrontado cientificamente, não há provas contundentes ou conclusivas. Este Rio que vc tentou mostrar a existencia numa página de uma organização de Mórmons não vale como prova científica. Nunca houve nem haverá provas de que o Livro de Mórmon seja verdadeiro ou inspirado. Cientificamente não tem valor seu contúdo. Trata=se de fábulas e devanios. Plagios de diversos autores. Você precisa estudar mais para me convencer a aceitar este livro com o mormonismo o descreve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só se esqueceram de algo: fé não precisa de provas. Nós acreditamos no livro não pq alguém provou ou não que as coisas nele contidas são verdadeiras mas pq temos fé... talvez devessem procurar a vossa. Ninguem tem de convencer ninguém...é uma questão de fé

      Excluir
    2. Só se esqueceram de algo: fé não precisa de provas. Nós acreditamos no livro não pq alguém provou ou não que as coisas nele contidas são verdadeiras mas pq temos fé... talvez devessem procurar a vossa. Ninguem tem de convencer ninguém...é uma questão de fé

      Excluir
  5. Antonio,

    Os argumentos do Fábio são bons.
    Mas como você já está programado a jamais dar o braço a torcer em nada que destitua seus argumentos, não me surpreendo que essa seja a sua resposta.

    Você está se mostrando um cabeça-dura.
    Uma pessoa verdadeiramente sábia não teme a pelo menos ACEITAR algum aspecto que seja plausível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é questão de aceitar ou deixar de aceitar algo plausível, não me Levi a mau... mas é que o tal livro de mórmon de fato não tem nada plausível ou proveitoso para um cristão.

      Excluir
  6. O MAR VERMELHO: O NASCIMENTO DE UM NOVO OCEANO
    » Início » Conservação » Vida Marinha » A Vida nos Mares (Dossiers e Artigos) » A Vida Nos Mares: Oceano Índico » Artigos » O Mar Vermelho: O Nascimento de um Novo Oceano

    O Mar Vermelho: O Nascimento de um Novo Oceano

    O Mar Vermelho é relativamente recente.
    Começou a formar-se há cerca de 55 milhões de anos, devido ao afastamento progressivo das placas da Arábia e de África.

    Desde então, está em expansão contínua e aumenta cerca de 1,5 cm por ano. Actualmente tem apenas 1.932 km de comprimento e 362 km de largura máxima, no entanto, pensa-se que poderá vir a ser um novo oceano dentro de muitos milhões de anos.

    Ocasionalmente, as suas águas de um verde-azulado intenso, são invadidas por grandes surtos de algas microscópicas. Depois de morrerem, estas conferem à água um forte tom castanho-avermelhado, que está na origem do nome Mar Vermelho.

    A água do Mar Vermelho é uma das mais quentes e salgadas do mundo. Vários factores, em especial a sua localização geográfica e as poucas fontes de água doce, contribuem para que isto aconteça.

    De facto, nenhum rio desagua nas águas deste mar, que se situa numa zona com pouca chuva e caracterizada por temperaturas elevadas (que aumentam a evaporação). Estas condições únicas fazem com que o Mar Vermelho seja particularmente rico em espécies endémicas

    ResponderExcluir