Traduza para outra Lingua!

quarta-feira, 22 de junho de 2011

O CENTRO DE CONFERÊNCIAS!


No ano 2000, a dedicação ou inauguração do Centro de Conferências, em Salt Lake City, foi muito comentada pelos membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Havia uma euforia generalizada devido à grandeza e ousadia arquitetônica do edifício. Era algo singular em meio aos edifícios, geralmente luxuosos da Igreja. A capacidade deste novo prédio era para cerca de 21 mil lugares. Lembro-me perfeitamente de alguns comentários que surgiram no meio dos membros e de não membros Mórmons da época. Alguns desses comentários, bem críticos, vieram por mim e alguns membros da minha antiga Ala. Pelo que percebo agora, eu já estava começando uma luta interna, racionalizando sobre a Igreja e suas obras: O valor da obra me deixava preocupado, enquanto todos parecia hipnotizados. Ninguém percebia que era uma fortuna na época, para uma construção sem necessidade aparente.
No dia da dedicação, o então profeta, Gordon B. Hinckley apresentou o novo púlpito, feito de madeira de uma árvore de sua propriedade. O que significava tudo aquilo? Qual propósito de tamanha soberba e vanglória? Seria Gordon B. Hinckley inspirado por Deus? Ou ele estava apenas querendo deixar uma marca da sua gestão, para as gerações futuras? Queria ser notado!
Andei pesquisando na internet e achei o valor da obra. Cerca de 300 milhões de dólares. Muitos ex-mórmons, na época fizeram os seguintes questionamentos:

ü Qual a real intenção do Presidente Hinckley em construir uma obra tão cara?
ü Quantas pessoas poderiam ter suas necessidades básicas imediatas, atendidas com esse dinheiro?

Algumas frases da época da dedicação do Centro de Conferencias:

A única coisa que eu posso ver é que este edificio foi construído para que Gordon B.Hinclkey possa se mostrar ao mundo. Mostrar também o quão grande nós somos. E por último, para nos sentarmos confortavelmente abaixo do púlpito, abaixo dos pés dos discursantes e adorar os nossos líderes”.

“Sou membro ativo da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Tenho dificuldade em lidar com a construção de um prédio para realizar Conferências Gerais de 300 milhões de dolares, enquanto olho para meu vizinho e vejo as dificuldades dele em colocar comida na sua mesa. Isso me envergonha profundamente”.



“Gordon B. Hinckley não é um profeta inspirado por Deus, pois após a reforma do Tabernáculo, que serventia terá o Centro de Conferencias? Ou o que serventia terá o Tabernáculo”?


Qual a diferença entre assistir a conferencia ao vivo ou não? Apenas um punhado de milhares de membros pode entrar no Centro de Conferencias, enquanto a grande maioria assiste pela TV ou internet. Faz alguma diferença, assistir ao vivo ou pelos recursos da mídia”?

“Uma vez que quase todos os Mórmons, que assistem a conferencia, o fazem pela TV ou internet, um edifício novo e caro, é realmente necessário? Que diferença faz o tamanho da plateia ao vivo? É um afago no ego do Hinckley, e é isso o que realmente importa para ele”.

“Não dá para entender. Como as pessoas ainda continuam pagando seus dízimos? O dinheiro não está sendo aplicado em beneficio dos necessitados. Estão gastando 300 milhões de dólares num único edifício que vai favorecer uns poucos membros. Não a maioria que está espalhada, principalmente, por vários países em desenvolvimento”.


Tenho algo a dizer para todos os membros que estão quase saindo do mormonismo. Ponderem bem a respeito da obra a qual decidiram abraçar com a ordenança batismal. Ponderem e vejam as obras que são feitas com o dinheiro dos dízimos. Ponderem em seus corações e perguntem: Há realmente necessidade de tamanho desperdício do dinheiro suado dos membros da Igreja? Lembre-se que a Igreja a qual você está inserido, proclama ser a única Igreja verdadeira de Deus, estabelecida em todo o planeta. Convido-o a prosseguir no meu blog, lendo as postagens que coloco quase que diariamente. Espero poder ajudá-lo a ter maior discernimento e sabedoria.
Recentemente, descobrimos que a Igreja agora está gastando bilhões de dólares num Shopping Center, que permitirá, inclusive, a venda de bebidas alcoólicas. Não tenho nada contra a comercialização de bebidas alcoólicas. Sinto pesar pelos muitos membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, que nem umas xícaras de café podem tomar. Mal sabem eles que o próprio Brigham Young tinha uma destilaria de Uísque em Utah.

Referencias para o texto:







12 comentários:

  1. Sim e daí? Ninguém tem culpa se você e um ex-mórmon falido....

    ResponderExcluir
  2. Esse tipo de comentário só pode vir de um Mórmon que se diz membro da verdadeira Igreja de Jesus Cristo. Ouvi dizer que lá ensinam coisas grandiosas, mas pelo visto não é verdae, pois a falta de educação com que voc~e se refere a mim demonstra isso claramente. Não sou falido, mas quase fali se continuasse a dar dinheiro para a Igreja a qual você segue. Felizmente pude perceber isso a tempo. Você acha certo o presidente da Igreja gastar fortunas construindo prédios e dando esmolas aos membros?

    Acho muito triste a Igreja que se diz verdadeira, não construir escolas, hospitais, creches e centros de recuperação a dependentes quimicos em países em desenvolvimento.

    É muito triste saber que só nos Estados Unidos, onde o povo, certamente é escolhido pelo Deus Mórmon, são construídas Universidades. Enquanto os demais habitantes da terra que deveriam tambem ser filhos de DEus não recebem nada.

    Essa discrepância é ordinária e preconceituosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. realmente essa atitude não foi nada educada para uma pessoa que se diz membro de a igreja de jesus cristo dos santos dos últimos dias...opiniões e criticas devem serem aceitas e cada qual que se ponha em seu lugar esse tal anônimo deve sentir revolta porque não aceita a verdade só acho interessante pq devia dar exemplo ja que defende a religião ...

      Excluir
    2. Geralmente é assim mesmo. Essas pessoas que se dizem Santos são as mais vis e ordinárias. Saem logo ofendendo as pessoas somente porque mostram o que não é ensinado nas capelas e templos. Acham que é mentira, não conseguem perceber o engano e a armadilha que se envolveram. Sinto muito mesmo.

      Excluir
    3. Olá Antonio! Gostei muito do seu blog. E falando de Universidades, Hospitais, e etc., vemos que a Igreja Católica tem, a Igreja Luterana também (especialmente em Blumenau existe o Hospital Evangélico Luterano). Já a Igreja Mórmon não! Não se envolve em nada que é social. Uma pena todos os anos de desperdício de tempo (em dinheiro). Felizmente acordei e recuperei minha vida!

      Excluir
    4. Talves seja tópico morto, mas vale a pena ressaltar o que o Alexandre Uhoton pontuou...

      O projeto 'mãos que ajudam', que muito alarde nas midias mainstream faz, mas muito pouco ou absolutamente nada de útil, que venha sanar a dor, ou minimizar o estado de pobreza das pessoas.

      Aquela escritura requentada que diz: 'não saiba a sua mão esquerda o que a sua mão direita faz' e pelo jeito não é aplicada no dia-a-dia.

      Excluir
  3. Parabens pela reportagem, é sempre bom esclarecer que por mais que estejamos falando de DEUS, falar de igreja é falar de uma organização humana.

    ora ora 300 milhões pra fazer conferência isso é absurdo

    Atenciosamente
    Licien ;)

    ResponderExcluir
  4. Esse anônimo novamente tenta desqualificar o debate com ataques pessoais a sua pessoa Antonio Carlos. Isso mostra o desespero dele e a falta de argumentos em discutir de forma humana e racional os pontos aqui apresentados em seu blog. Pessoas inteligentes discutem idéias enquanto pessoas ignorantes atacam a moral e tentam desqualificar. Quanta pobreza desse tal anônimo! Vá estudar anônimo e aprender pelo menos a ter o mínimo de educação!

    ResponderExcluir
  5. Quando faltam argumentos coerente, usam o ataque pessoal. Isso sempre foi assim. Quase em todas as postagens sempre vem um ataque pessoal. O amor ao proximo e a tolerancia passaram longe do mormonismo.

    ResponderExcluir
  6. Eu também fui bispo da igreja por sete longos anos. Mal sobrava tempo para minha família. Certa vez passei por dificuldades financeiras e realmente atrasei o dízimo.
    Houve então uma manhã de entrevistas para saber quem seria o novo presidente de estaca.Quando fui ser entrevistado pelo setenta autoridade de área. Ele me perguntou se eu era dizimista integral. Eu respondi que sim. Foi então que ele falou com tom de arrogância: Irmão você quer com ou sem areia. Fiquei sem ação ao ouvir essa linguagem chula e pejorativa vinda de um homem que se dizia um servo do Senhor.Foi então que falei: Disse que era muito grave o que ele estava falando, que essa forma de falar é muito baixa, e não quiz mais ser entrevistado. A partir daí comecei a investigar a Igreja e infelizmente comecei a ver a podridão que é a "Igreja verdadeira".

    ResponderExcluir
  7. vamos pensar,na antiguidade o Templo de salomão talvez tenha sofrido a mesma critica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como é que pode ter gente que ainda defende essa quadrilha? À luz da razão o mormonismo não tem nada a ver com Deus ou com obra sagrada. É uma corporação de homens gananciosos que vivem e muito bem às custas de tolos que pagam seus dízimos. Ver mais em: http://sobreomormonismo.blogspot.com.br/2013/10/empresas-dos-santos-dos-ultimos-dias.html

      Excluir