Traduza para outra Lingua!

sexta-feira, 1 de julho de 2011

CONSTRUÇÃO E MANUTENÇÃO DE CAPELAS MORMONS NO BRASIL!



Quando eu era um membro novo, no final dos anos 80, não entendia muito do funcionamento organizacional da Igreja. Eu tinha recém-chegado na cidade de Curitibanos. Havia na cidade, uma capela recém-dedicada aos serviços eclesiásticos da Igreja Mórmon. Ela era muito bonita, apesar de pequena. Estava muito bem localizada, quase no centro da cidade. O terreno era bem amplo, com árvores frondosas, algumas frutíferas e também algumas araucárias ou pinheiros nos fundos. Dava um trabalho enorme, o corte da grama no terreno da antiga capela da Ala Curitibanos. Demandava um dia inteiro de trabalho, com várias pessoas e várias máquinas elétricas para cortar a grama. Naquela época, as capelas que estavam sendo construídas no Brasil, eram bem feitas, com fundação bem reforçada e até mesmo exagerada. Toda a parte de madeira da capela de Curitibanos era de imbuia maciça, uma madeira nobre e cara da região sul do Brasil. Hoje, proibida por força da lei.
Então, com o passar dos anos, a freqüência aumentou. Saltou da casa dos 30 para mais de 100 pessoas na reunião sacramental. A capela ficou apertada e não comportava mais nem as organizações auxiliares da Igreja. A reclamação era constante e por anos ininterruptos. Todos queriam que a capela fosse ampliada, pois havia muito terreno para isso.
Os responsáveis pela manutenção do patrimônio da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, às vezes com escritório sediado em Porto Alegre, outras vezes, em Florianópolis, por diversas vezes, reformaram essa capela sem a aparente necessidade. Eles a pintaram por inteira, várias vezes. Nessas reformas, eles aproveitaram e trocaram todas as luminárias. Trocaram duas ou três vezes o carpete da capela onde era realizada a reunião sacramental. Trocaram ventiladores, trocaram o órgão, tudo isso várias vezes, com intervalos de poucos anos de diferença. Lembro-me que até a grama foi trocada três vezes. Todas às vezes, trouxeram grama de cerca de 300 quilômetros, em várias cargas de caminhões. O metro quadrado dessa grama tem valor elevado no mercado. Imaginem um terreno com cerca de mil metros quadrados como é o terreno da Igreja em Curitibanos, somado com o frete. Deve ter custado uma fortuna.
Aquilo tudo era um absurdo para mim. A despesa era enorme. Qual a necessidade de tudo aquilo? Mais tarde, ainda antes de eu sair da igreja, ao ler vários depoimentos de ex-membros, na internet, descobri vários comentários e afirmações sobre conchavos de empresas e pessoas envolvidas em licitações e orçamentos fraudulentos da Igreja Mórmon, para execução de construção e manutenção de capelas no Brasil.
Essas mesmas pessoas, afirmavam em seus depoimentos que, geralmente eram as mesmas empresas que construíam e reformavam as capelas.
Só posso concordar com isso. Eu mesmo sabia que o “Élder” que me batizou, mais tarde, tornou-se um Presidente de Estaca e hoje é um setenta. Mas antes disso, tinha uma empresa que fornecia telhas para várias capelas que eram reformadas ou construídas na região sudeste do Brasil. Além da venda das telhas, ele tinha equipes que trocavam as telhas velhas por novas. Ou instalavam as novas, no caso de uma nova capela. Aquilo me pareceu um negócio da China. Trabalhar para a Igreja como fornecedor ou prestador de serviços.
Assim como este meu conhecido, segundo ex-membros SUDs comentam na internet, várias empresas foram criadas por membros, somente para entrar nas licitações para construções e reformas de novas capelas da Igreja Mórmon no Brasil. Um missionário que passou por Curitibanos nos anos 90, disse-me na ocasião, que seu pai, que também era um Presidente de Estaca em Fortaleza, era engenheiro civil e fazia algo semelhante lá na região nordeste do Brasil.
Agora quero falar um pouco sobre as construções da igreja. Sempre questionei porque será que a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias construía em algumas cidades do Brasil, capelas grandes onde havia um número tão reduzido de membros. Esse era um modelo oposto da realidade vivida em Curitibanos.
Nos anos 90 começaram a aparecer indícios de “picaretagens” na construção civil das capelas Mórmons no Brasil. As capelas começaram a ser mal construídas. Digamos que houve um relaxamento pelos arquitetos e engenheiros que estavam a serviço da Igreja, os exageros da construção. Conheci capelas novas que tinha problemas de infiltração. As cercas eram mal feitas. Os bancos de qualidade inferior. Essas sofriam com mais frequência a intervenção dos serviços de manutenção, providos pelos responsáveis pelo patrimônio da Igreja.
Continuarei com esse assunto amanhã...


20 comentários:

  1. Meu comentário é sobre o sistema de faxina que existia nas capelas mórmons e que dava empregos para pessoas humildes que dependiam desse serviço, mesmo com os baixos salários, ainda assim essas pessoas humildes eram beneficiadas. Agora com a nova política da igreja, os membros ativos são aconselhados a limpar as capelas, e os funcionários faxineiros desempregados. Isso foi uma injustiça!

    ResponderExcluir
  2. Essa política de demissão dos humildes faxineirosdas capelas SUD mostra o despreparo da administração da Igreja. Enquanto eles cortam os humildes faxineiros que trabalhavam, garantes altíssimos salários para os Coordenadores do SEI que não trabalham e desfrutam de mordomias decorrente dos cargos. É uma lástima isso. Aqui em Curitibanos, os faxineiros demitidos, estão todos afastados da Igreja. Quem saiu perdendo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. meu amigo; quem saiu perdendo foram essas pessoas que se afastaram da igreja; com certeza estavam ali só por interesse e não tinham um testemunho da igreja.. Todos somos importantes, mas a igreja não vai acabar se alguns se magoarem e apostatarem.

      Excluir
    2. Paulo - Achas mesmo que estando dentro da igreja as pessoas têm algum ganho? Não existe ganho algum, nem espiritual e nem material. A Igreja Mórmon é uma fraude, cheia de mentiras e de artimanhas.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. "Não existe ganho algum, nem espiritual e nem material" (POPINHAKI, 2016).
      Camarada, cada um fale por si. Eu me sinto bastante beneficiado com os ensinamentos da Igreja. Às vezes, me sinto que não mereço tudo, tenho tribulações também, mas estou certo que muitas coisas em minha mão dão certo, sempre com ajuda divina.

      Excluir
  3. Bom meu amigo quem sai perdendo!!! são os próprios membros que se afastaram.
    E uma piada esse tipo de comentário de quem saiu perdendo.
    Bom reflita quem amarias primeiro, depois veja reflita bem antes de comentar.
    O q Chamamos de Salvação e para Todos mas infelismete Poucos de nos seremso chamado.

    ResponderExcluir
  4. Antonio Carlos!

    Quem saiu perdendo certamente foi a Igreja. Quantos dízimos a igreja deixou de arrecadar pelos faxineiros e zeladores demitidos que se afastaram?

    Não pense você que os membros afastados é que sairam perdendo. Estes foram libertos das correntes alienatárias do mormonismo. Estão livres e sairam no lucro por não terem que pagar mais seu suado dinheirinho para os cofres da multinacional Mormon Inc.

    ResponderExcluir
  5. Voce ja ouviu falar de uma acao judicial coletiva para reaver o dinheiro pago em dizimos e ofertas por ex-membros?

    ResponderExcluir
  6. Anônimo!
    Já ouvi algo parecido. É complicado pois voce e os demais têm que provar que foram enganados. Primeiro, que não receberam benção alguma, segundo que doaram porque foram persuadidos a doar. Os argumentos de persuasão devem ser bem fortes pois caso contrário a igreja ganha a causa devido alegarem que está na bíblia e que os membros doam se quiserem e que ninguem obriga a doarem

    No mormonismo funciona assim, a igreja força diretamente o pagamento de dízimos através de discuros, aulas e conferencias. Mas sempre tem aquela máxima Mórmon. A igreja não pede dinheiro, o membro dá se quiser. O que não é verdade.

    Se alguem quiser entrar na justiça tem que anexar os recibos de pagamento de Dízimos e doações no processo. Será que todos os ex=Mórmons têm esses recibos guardados?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NOSSA QUANTA MALDADE SR, QUANTAS PALAVRAS SEM NEXO! EM QUANQUER IGREJA DO MUNDO, SE ENSINA QUE O DÍZIMO É BIBLICO. ALIÁS EM VARIAS IGREJAS DURANTE OS CULTOS SAO PASSADOS ENVELOPES, SAQUINHOS ETC PARA QUE SE DEPOSITEM OFERTAS, ALEM DO DIZIMO. EM TODAS AS DENOMINAÇÕES RELIGIOSAS, OS PASTORES, PADRES , OMBREIROS, TODOS DO CLERO RECEBEM SALÁRIOS ALTISSIMOS POR SINAL, E ISSO SE TORMA CADA DIA MAIS COMUM DE SE VER EM REPORTAGENS NO FANTASTICO. NINGUEM PERSEGUE OUTRAS RELIGIOES. SÓ OS SUDS. QUANDO SE AFASTA DA IGREJA POR DINHEIRO QUEM PERDE É A PESSOA QUE DEIXA DE ESTAR PERTO DE DEUS. NAO SOU A FAVOR DESTA OU DAKELA RELIGIAO. SOU A FAVOR DE DEUS. A PARTIR DO MOMENTO QUE VC DÁ A DEUS COM A ALEGRIA O QUE É DELE, O QUE O HOMEM FAZ COM ESSE DINHEIRO, QUEM VAI RESPONDER É O PROPRIO HOMEM , E NAO VC QUE FEZ SUA PARTE COM FÉ. O MUNDO PRECISA DE FÉ E AMOR E NÃO DE PESSOAS QUE JUGAM O COMPORTAMENTO DOS OUTROS PROCURANDO ACHAR DEFEITOS NO QUE OS OUTROS FAZEM E SE ESQUECENDO DE OLHAR NO ESPELHO. PENSE NISSO, ESCOLHA UMA RELIGIAO ONDE VC SE SINTA BEM E NAO DEIXE DE AGRADECER A DEUS PELA VIDA QUE ELE TE DEU, E SE LEMBRE, AGRADEÇA A DEUS E NAO AO HOMEM.

      Excluir
    2. Se o dízimo é Bíblico e foi dado no Velho Testamento. Quando Jesus esteve por aqui, se é que esteve, ele revogou toda a lei mosaica. Onde está o mandamento do dízimo no Novo Testamento?

      Só é enganado quem quer ser enganado.

      Excluir
    3. Em Mateus 5:17-18, Jesus disse: “Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas, não vim para revogar, vim para cumprir. Porque em verdade vos digo, até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra.”

      Excluir
    4. Onde está o mandamento do dízimo no Novo Testamento?

      Excluir
  7. Popinhaki

    Eu já estive em seu lugar. Será que o Livro de Mórmon é verdadeiro??? Pergunte a Deus, é a resposta mais razoável. Pergunte sem preconceitos, com a vontade de saber, e você terá a resposta. Sabendo que o Livro de Mórmon é verdade, você saberá que Joseph Smith foi inspirado por Deus, que a Igreja é a única verdadeira na face da Terra, e que todas as suas obras aqui na Terra, inclusive o dízimo são trabalhos e mandamentos da Igreja de Jesus Cristo

    ResponderExcluir
  8. antonio carlos
    eu que a igreja de jesus cristo é verdadeira
    eu sei que ela foi restaurada nos últimos dias
    sou batizado há 20 anos, eu sei que tudo que pagamos como ofertas é para nosso bem e para obra do senhor aqui na terra
    em nome de jejus cristo amém

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jeferson da Silva
      Eu sei que a Igreja de Jesus Cristo é falsa.
      Eu sei que ela não foi restaurada nos últimos dias (Não creio que alguém saiba se estamos realmente vivendo nos últimos dias. Se ela fosse restaurada nos últimos dias o mundo já teria acabado, pois já passaram quase 200 anos desde o hipotético evento)
      Fui batizado há 18 anos como membro ativo e descobri que todo o dinheiro que dei à Igreja foi utilizado para "engrossar" os ativos financeiros da instituição Mórmon Inc. - Esta instituição é tudo, menos igreja.
      Não creio que haja alguma "obra do Senhor" na terra. Se houvesse, o evangelho seria pregado aos pobres, muçulmanos e chineses não cristãos em primeiro lugar. A Igreja não se importaria tanto em acumular riquezas com a finalidade de obtenção de lucro, pelo contrário, repartiria com os pobres o que arrecada.
      Não posso dizer que isso é em nome de nenhum Jesus, mas sim, em nome de uma racionalidade.

      Excluir
  9. Todo mundo que ganhar proveito com alguma coisa.....Para mim isso é inútil. Faça um blog publicando alguma coisa útil.

    ResponderExcluir