Traduza para outra Lingua!

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

CHÁ GELADO!

Nasci dentro da igreja Mórmon. Meu pai e minha mãe se casaram no Templo de Salt Lake, e minha mãe cresceu em Salt Lake City. Sou uma dos cinco filhos (todos os demais são verdadeiros crentes no mormonismo, menos eu). Meu irmão mais velho é mesmo um cientista, como tal, ele faz muitas perguntas sobre a sua religião. Mas todos os demais acreditam cegamente nos ensinamentos do mormonismo como ovelhas.
Eu nunca acreditei na coisa toda. Quando eu tinha uns cinco anos de idade, a nossa família participou de um piquenique. Interessante que a bebida que havia lá era somente chá gelado! Lembro que era um dia quente de verão, e aquele chá parecia bom. Quando a minha família não estava olhando eu enchi um copo cheio daquele pecaminoso chá gelado e corri para a floresta. Bebi bem rápido e, em seguida, esperei a morte! Após cerca de 10 minutos nada aconteceu, é claro. Então eu saí correndo para brincar. Nunca contei a ninguém sobre esta minha experiência. Depois disso, ninguém mais podia fazer uma lavagem cerebral em mim.
Quando eu tinha 18 anos, engravidei e tive um bebê (mãe solteira). Meus pais me enviaram para viver num lar adotivo (Mórmon). Eu era basicamente empregada doméstica deste lar. Nem sequer me deixavam comer as refeições com eles. Foi a pior experiência da minha vida! Claro que para piorar as coisas, eu mantive o bebê. Ele era de pele meio negra! A igreja encontrou um casal inter-racial Mórmon no Arizona e queriam dar o meu bebê para eles adotarem. Todos ficaram extremamente furiosos comigo quando eu disse NÃO! Fizeram isso, mesmo quando eu disse desde o início que eu estava indo para este lar Mórmon com o objetivo de manter meu bebê!
Levei 17 anos para me recuperar. Meu filho está agora com 16 anos de idade. Ele é um bom estudante. A o astro principal de sua equipe de beisebol do colégio onde estuda. Ele tem uma auto-estima muito elevada. 
Estou financeiramente segura, temos grandes amigos, e somos felizes. No entanto, até hoje, minha família ainda acredita que estamos condenados. Eles continuam a enviar missionários para minha casa. Sempre que eu me mudo para outro lugar ou cidade eles conseguem transferir os meus registros da igreja para a Ala que é responsável geograficamente pelo novo lugar. Falei várias vezes para eles pararem de fazer isso, não creio que parem. Eles sentem que se continuarem tentando, voltarei ao rebanho. 
Minha irmã mais velha que vive há 1600 quilômetros de distância continua me telefonando para me contar sobre grandes homens mórmons que ela quer que eu conheça. Minha família não desistirá de mim! Minha mãe me disse que a minha felicidade, e a felicidade dos meus filhos é devido ao diabo.  De acordo com suas palavras, “O diabo também dá bênçãos”. Isso é o que ela me diz quando lhe digo que estou feliz.
Uma vez, devido à minha reclamação com os missionários e professores que eram enviados até a minha casa, eu lhes disse que não era uma Mórmon. Então enviaram alguns homens à minha porta, numa noite (acho que não eram missionários. Devia ser um bispo ou outros líderes locais). Quando abri a porta, eles tinham algum tipo de documento para eu assinar. Disseram-me que eram da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e que precisavam da minha assinatura. Atendi eles na porta sem deixá-los entrar em minha casa. Disseram-me que após a minha assinatura e algumas providências, eu seria enviada para Satanás, porque não tinha a intenção de seguir o mormonismo. Não me lembro das palavras exatas, mas foi o suficiente para eu fechar a porta na cara deles! Daquele momento em diante, percebi que eles não merecem sequer um segundo do meu tempo.
Tenho encontrado e baixado vários artigos e histórias de vida de sites e blogs da Internet sobre a igreja, cerimônias do templo, etc. Gostaria de ter a coragem necessária para enviar cópias para toda a minha família. Acho que eles provavelmente nem sequer as leriam. 
Ler estes artigos na internet tem sido um conforto para mim e validação das minhas próprias crenças. Nunca soube todos os fatos sobre as inverdades da igreja que eu cresci, mas após o evento do chá gelado, nunca mais precisei deles.
Sinta-se livre para usar toda ou qualquer parte da minha história como quiser.

9 comentários:

  1. Respostas
    1. Imagina que eles não tomam chá. Eu sabia que eles não tomavam chá preto, mas agora fiquei na dúvida. Será que eles não tomam chá de nenhuma espécie nos Estados Unidos?

      Excluir
  2. Mas bebem Coca-cola; soube que têm grandes acções lá!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Eles têm ações da Coca-cola. "Façam o que eu digo, não façam o que eu faço", este é o lema do mormonismo. Só que os membros não sabem ou não enxergam isso.

      Excluir
  3. Isso fez-me lembrar-me de um acontecimento,naquela ocasião 2 missionários disseram-me que era proibido beber chá preto e qualquer espécie de chá que contenha camellia sinenses(neste caso chá verde), perguntei então ao missionário o por quê era proibido: então ele respondeu, não sei, só sei que não pode. Até hoje, nunca engoli isso,mesmo por quê trabalhei por 2 anos em uma empresa de nutrição, e segundo pesquisas o chá verde é um poderoso antioxidante e combate um dos maiores causadores de câncer: os radicais livres,e segundo pesquisas recentes na Europa combate o mal de Alzheimer além do mais, auxilia na perda de peso entre outros benefícios.Só não é indicado para hipertensos, isso até parece um teste de insanidade para ver que está apto ou não!ou seja:aquele que obedecer cegamente sem questionar certamente está pronto para seguir os ensinamentos da igreja, mesmo que estes sejam totalmente contrários à Bíblia e aos ensinamentos de Cristo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu poderia ter escrito sobre o chá na postagem acima mas deixei para ver a reação das pessoas. Muitos não sabem que os mórmons tem uma lei especifica para o que comer ou beber. Só que eles proíbem uma coisa que consideram prejudicial, mas fazem uso de outra como por exemplo: Não tomam café por causa da cafeína, mas absorvem chocolate e coca-cola como foi comentado anteriormente. Não há um consenso. Eles não sabem até hoje explicar o que seriam bebidas quentes. Uns dizem que são bebidas que são servidas em temperaturas acima de 80 graus e outros dizem que são bebidas alcoólicas. Onde entra a revelação aí? Nem o profeta Monson sabe explicar.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    3. dizem que a diferença entre o remédio eo veneno é a dose çlaro que no meu caso devido a uso de medicamentos psicoativos ,tenho restições médicas quanto ao uso de certas subtâncias, como café e álcool.devemos levar uma vida saudável em todos os aspectos.por exemplo,sou alérgico á lactose.então pra que vou insistir em fazer uso de leite e derivados?só se quiser morrer mais cedo!

      Excluir
    4. vocẽ citou câncer e mal de alzheimer me fez lembrar de algo :cosinhar em panelas de alumínio causa a liberação de substâncias cancerígenas no alimeto,por outro lado,panelas em inox liberam substâncias que provocam o mal de elzheimer.é como os romanos que bebiam vinho em taças de chumbo,e morriam intoxicados e com câncer devido ao efeito cumulativo do referido metal.religiões como os adventistas evitam tomar chimarrão pelo fato de geralmente tomar-se o chimarrão em grupo ficando fácil a proliferação de doenças transmitidas por bactérias contidas na saliva.acho que deixando o aspecto religião de lado.se pudermos fazer escolhas saudáveis,ótimo.já no caso das panelas e utensílios que citei,não há muito o que se fazer

      Excluir