Traduza para outra Lingua!

terça-feira, 14 de junho de 2011

COMO O MORMONISMO SOBREVIVEU ATÉ OS NOSSOS DIAS!


 Hoje eu estava lendo os antigos tópicos que foram colocados no Orkut, na Comunidade “Ex-Mórmons Brasil”. Teve um em especial, que me chamou a atenção. Dizia assim: “Se a igreja Mórmon é falsa, por que cresce tanto”? O autor do tópico argumentou que a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias cresceu bem acima da média das demais ramificações da Igreja original fundada por Joseph Smith Jr.
Existem diferenças enormes entre a Igreja original Mórmon e as atuais. A própria Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é completamente desconfigurada e descaracterizada com os ensinamentos originais. Começando pelas milhares de alterações feitas no livro de Mórmon. Qualquer um que possa fazer uma pesquisa identificará as mudanças.
Entretanto, a solidez atual da IJCSUD se deve unicamente, pela insistência e perseverança implacável do sucessor imediato de Joseph Smith Jr.
Brigham Young conseguiu, na base da força bruta, solidificar e estabelecer sua religião num lugar ermo. A região de Utah, nas montanhas rochosas do oeste americano do século XIX, era praticamente, um deserto a ser explorado e desbravado. Devido a influencia política de Brigham Young, a Igreja se estabeleceu na região com poderes e status de Estado!
Apesar de todo o conflito gerado entre os políticos de Washington e os representantes Mórmons em torno da prática desenfreada da poligamia, Brigham Young foi eleito governador do Estado de Utah, com poderes para representar o governo dos Estados Unidos na região.

“O governo mórmon se estabeleceu em um território definido, com governo próprio, regras particularmente autoritárias, sedimentada pela POLIGAMIA, que garantia o crescimento real da igreja através do aumento populacional. Para manter tudo isso, foi preciso estabelecer inclusive um exército de milicianos que praticavam todo tipo de violência e perseguição, para impor a ordem no território de Utah. As demais denominações, não optaram por essa via, não se estabeleceram enquanto religião estatal, e simplesmente continuaram associadas à sociedade civil comum, algumas se extinguindo com o passar dos anos”.


As palavras acima são do autor do tópico. De posse do território, Brigham Young achou um modo de preservá-lo em favor da sua entidade. Estabeleceu cidades com membros da Igreja que chegavam de todos os cantos, principalmente do Leste e Europa. Essas pessoas eram arrebanhadas com a promessa de que poderiam viver em paz, livres num lugar preparado para os Santos se congregarem. Esse lugar era o território de Utah. Vieram pessoas com muitas habilidades e talentos de diversos lugares. Uns eram hábeis carpinteiros e outros hábeis pedreiros, escultores e ferreiros.
Com o passar dos anos, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias foi se adequando em busca de maiores vantagens capitalistas. Foram criadas empresas Mórmons com o objetivo de aumentar o patrimônio da entidade. Posso dizer que hoje a IJCSUD detém um império de ativos contábeis.

“Uma reportagem da revista Time sugeriu em 1996 que a igreja recebeu $5,2 bilhões de dólares em dízimo. (...) Naquele ano, a revista Time estimou que os recursos da igreja, que incluem terras e empresas, valem $30 bilhões de dólares”.

Como Igreja, entretanto, parece que não está obtendo muito sucesso atualmente. Para comprovar isso veja o artigo: O crescimento da Igreja Mórmon! A mídia, especialmente a internet tem divulgado muito material que mostra aos membros e não membros, como foi realmente a vida de Joseph Smith Jr., o fundador do mormonismo. A internet tem mostrado ainda, que não há qualquer evidência comprobatória de que o livro de Mórmon possa ser a palavra de Deus. Está mais para fraude do que para escritura sagrada.


Referencias:





5 comentários:

  1. 1) É um mito e um engano acreditar que a igreja mórmon é a que mais cresce no mundo, para isso cito as palavras do blog da Nefertit:
    http://investigacoessud.blogspot.com/2009/11/igreja-mormon-e-que-mais-cresce-no.html

    2) O mormonismo sobreviveu até nossos dias porque aplicou os "métodos de conversão" baseados em empresas americanas multinacionais, como McDonalds, Habbibs, Burguer King, Chevrolet, Ford, etc, visa o lucro, tem metas, tem serviço voluntário gratuito que não onera a igreja (cargos, missionários, etc) e em métodos regidos por regras rígidas: palavra de sabedoria,jejum, dízimo, ofertas, recomendação para o templo, sacerdócio para os homens,etc. Quem não se enquadra nessas especialidades está fora do mormonismo. Usam a lei dos mais fortes, os fracos não sobrevivem às rígidas regras impostas pelos americanos. A lei da exclusão natural é clara.

    3) Com a invenção da internet, as coisas complicaram para todas as religiões mundiais, pois os podres delas começaram a ser divulgados pela rede mundial de computadores. Com isso, os mórmons e todas as religiões tem passado por quedas em frequência, esvaziamento de seus templos e atividades.

    4) O poder econômico das religiões não compra a mente das pessoas investigativas e questionadoras, que descobrem a verdade e resolvem se desligar das religiões, por causa das mentiras que pregam e das inverdades incompatíveis com a bíblia.

    5) Não sabemos o destino das religiões no mundo, das mentiras que contaram e que contam. Muita gente foi enganada pelos TJs por exemplo que acreditaram que Cristo voltaria em 1914 e nada disso ocorreu.
    Sabemos que as igrejas estão se esvaziando. Locais religiosos estão fechando e cada vez mais o número de fiéis diminui.
    O povo não é mais trouxa de religiões. Está investigando, perguntando e chegando à conclusão de que tudo é mentira.

    ResponderExcluir
  2. Pois é Sr."Pops", para ver como suas acusações são interessantes...
    Garanto que gostarias estar nadando em dinheiro agora...(por que se não estaria tentando se reerguer na vida). De acordo com suas
    palavras, a igreja "desfavorece" os necessitados e dá aos líderes, ou coisa parecida. Pense bem... agora tu poderias ser um Pres. de Estaca, e depois um líder de mais cargo com mais responsabilidades... provavelmente o sr. já teria trocado de casa, seu carro (lembrei dos tempos que íamos
    no Recanto Dona Elvira, pena que atualmente não é mais assim), e poderia estar viajando e em estadas de hotéis 5 "estrelas", de "luxo", que nem vossa pessoa proferiu antes. Tudo isso digo de acordo com que o sr. disse nesse teu texto.
    Mas aí vem o problema, o sr. não tem capacidade de tomar tais cargos, nem socialmente e muito menos intelectualmente, e queria ser mais que "um bispo", e se intrometia onde não era chamado, e acabou sendo chamado a atenção, claro o sr. não gostou disso de ser alertado ou coisa parecida, e por isso começou a ter ressentimentos da igreja, se tu viajasse mais... conhecerias como funciona mesmo a igreja, seu mundo pequeno sobre a igreja é somente de onde vivia "em Belém" e em Curitibanos, mas e o resto do mundo???

    Digo que o sr. não saiu da igreja por motivos filosóficos, mas por ressentimentos, e diz que seu dízmo doado a igreja pagaria uma capela inteira a qual está erigida em Curitibanos atualmente, o sr. já se atreveu a entrar lá dentro após sua dedicação? O Sr. deveria ter pagado então uns 200 mil. por mês de dízmo para se comparar ao valor da construção, sendo bem exato o valor da construção é de R$ 2.895.500,00, como eu sei desse valor? Porque sou membro e todos são informados sobre todos dados ocorridos no mundo da igreja hoje. Nem se o sr. de seu curso de informática pelo resto de sua vida, o sr. não conseguirá pagar um valor assim.

    "A mas se sr. estivesse ainda na igreja, que nem dito antes, poderia estar rico né?"...

    Por enquanto estou na defensiva caro senhor...
    Me interessei em seu blog por tanta coisa engraçada que está escrito nele. Parabéns, garanto que vai perder mais tempo na sua vida falando mal da igreja do que quando estava membro dela.
    O Sr fala tanto que perdeu seu tempo na igreja, então cuide-se agora de seu tempo não falando tanta besteira.

    ResponderExcluir
  3. Responda, espertinho, sabe que é isso mesmo que aconteceu...
    Quem cala, consente, já diz o ditado...

    ResponderExcluir
  4. Quem não gostaria de estar nadando em dinheiro? Seria maluco se afirmasse o contrario. Uma coisa é ganhar dinheiro de forma honesta, através de um trabalho honesto. Trabalhos honestos, geralmente trazem mais do que dinheiro. Trazem felicidade, satisfação, realização pessoal. Se eu estivesse na Igreja, se por ventura tivesse galgado patamares mais elevados, como a possível Presidência da Estaca, Missão, ou até mesmo um Setenta-Autoridade de Área ou Coordenador do SEI. Pode ter certeza meu amigo, ao descobrir tudo o que descobri sobre o mormonismo, ficaria muito infeliz de receber dinheiro de pessoas humildes pagas como dízimos. Isso, para mim seria dinheiro sujo. Pessoas que muitas vezes dão o seu tudo pensando estarem guardando o mandamento de Deus de pagar o dízimo e ofertas. Faria como muitos já fizeram no passado. Afastaria-me da Igreja e começaria a espalhar com todas as minhas forças sobre as mentiras do mormonismo. As mentiras racistas e preconceituosas, o machismo imperativo, a fraude do Livro de Mórmon, as cópias maçônicas descabidas dos rituais dos templos, o verdadeiro objetivo do mormonismo, não como igreja, mas como uma corporação de empresas. Não pense que muitos desses líderes não agiram assim?

    Capacidade para ocupar todos os cargos anteriores eu tenho. E de sobra! E poderia ser chamado sim, para qualquer um dos mesmos. A concorrência anda fraca. Falta homens graduados na Igreja com a estabilidade financeira em dia na Igreja. Só tem endividados. O que não tenho é coragem de ser hipócrita. Sabendo que algo é errado e ir num púlpito mentir, prestar testemunho de que aquilo é obra de Deus. Nunca fui repreendido por nada na Igreja. Nunca ninguém me chamou a atenção por me “intrometer” onde não era chamado. O que eu sempre quis, foi comprovação de que aquilo tudo era sensato. Mas minhas desconfianças estavam certas. A igreja não passa de uma fraude!

    Mais uma vez, enfatizo. Não tenho remorso, mágoa, raiva ou desejo que nenhum membro da Igreja vá mal na vida. O que quero realmente é que conheçam o que eu descobri. Só isso. O membro precisa ser valente para poder aceitar que errou, tal como eu fui.

    Nunca falei que o dinheiro que doei daria para construir uma capela nova. Isso é um absurdo muito grande. Desconheço e nego veementemente tais afirmações. Não me importa quanto custou a capela de Curitibanos. Isso não é problema meu, mas sim dos membros que estão frequentando aquele ambiente. Eu nunca fui lá, porque ao adentrar nas suas portas, me revoltaria em ver o luxo empregado num prédio tão banal, em contraste com a miséria que ronda as periferias de nossa cidade. A última reunião sacramental que assisti na minha vida foi na capela da Ilha em Florianópolis. Quando entrei naquela capela, senti que seria o fim do mormonismo para mim. Aquilo era loucura. Os pobres jamais se sentiriam bem naquele ambiente. Quem projeta capelas assim precisa ser internado num hospício. Se a igreja é verdadeira, porque não constrói escolas, creches, asilos e orfanatos. Porque não ajuda na sociedade. A sociedade é que precisa de conforto, não os membros que se acham salvos numa das supostas esferas mágicas de inventadas por Joseph Smith.

    Se eu estivesse na igreja, não seria rico de nada. Seria pobre de espírito e minha família toda estaria perdida. Como estão perdidas muitas famílias em Utah. O estado que mais consome pornografia on line paga dos Estados Unidos. O estado que mais consome antidepressivos receitados por médicos. O estado que mais tem suicídio de mulheres, um dos estados mais pobres dos Estados Unidos. Orgulharia-me de que?

    Espero ter respondido a todas as questões. Não me escuso de falar o que sinto. Não preciso mentir em nada. Os líderes da Igreja dos Estados Unidos sabem de todas essas coisas, mas os ignorantes do Brasil não. Mas a ignorância é uma bênção para alguns. Preferem a ignorância, a descobrirem a verdade.

    ResponderExcluir
  5. (Via Email)!

    Nívia Frazão

    Sr. Antonio... vi seu blog e decidi também me comunicar com vós também. Eu pertencí e passei vinte anos nessa religiao dos meus quinze a trinta e cinco anos de idade. Hoje sou casada, tenho duas filhas, um filho, moro no RS. Chegou um momento em que caí na real e aceitei os erros que sempre estão na nossa frente, são aquelas doutrinas em desacordo com o evangelho ou em desacordo com o que é certo perante a vida, o universo, mas como toda membra da igreja a gente com o passar do tempo vai evitando ver, mas chega um momento que a gente tem de ser sincera consigo... após isso se a gente é sincera e corajosa, temos de sair da igreja! Depois q' eu saí participei de associações de atéias e ateus, entrei na igreja ciencia divina www.cienciadivina.com.br que é uma ótima igreja que nao proibiu nada demais e pude praticar livremente o livre aribtrio, mas como sempre tive vontade de conhecer o budismo deixei a igreja ciencia divina e me tornei membra do budismo shoshu hokkekô, www.nitirenparatodos.net e www.ns.org.br onde sou membra ativa participando das reuniões normalmente! Para expandir mais meus conhecimentos pessoais tambem entrei na rosa cruz amorc e nos estudos de cabala, porque esses grupos filosóficos nao são religiões de teologia! Depois de sair da igreja SUD procurei estudar um pouco mais a doutrina da igreja e percebi muita contradiçao com o evangelho, e após sair fui muito difamada pelos mormons. Acho que isso acontece muito com quem sái da igreja mórmon. Desejo a vós muita saúde e bênçãos e coragem depois de sua saída do mormonismo e esse blog, mas o que muito me ajudou foi continuar aprendendo, mas para isso tive que me juntar a outras pessoas, porque so aprendemos de fato quando estamos juntas com outras. Mandei esses sites apenas para que voce conheça... não tenho nenhuma pretenção a mais, mas se minha experiencia ajudar voce também, isso é bom. Pelo que percebí... muitos ex mormons se tornam ateus e outros vão para outros grupos ou religiões. Caso aceite, por favor divulga os sites dessas religiões também no seu blog, porque acredito ajudará outros ex mormons a procurar algum caminho ou grupo para continuar melhorando na vida, dou essa sugestão a vós, porque nem todos sabem viver sem aprender em grupo. Obrigada pela sua atenção!

    ResponderExcluir