Traduza para outra Lingua!

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

MAIS DE 10% DE DÍZIMO!

Como pode um jovem dizer que é plenamente feliz no mormonismo? O que é ser feliz tendo que se submeter a dogmas aliciatórios? Como encontrar a felicidade dentro de uma entidade eclesiástica? São muitas perguntas intrigantes na cabeça dos jovens Santos dos Últimos Dias.

Aprendem desde cedo na organização chamada "primária", sobre assuntos que os nortearão por toda uma vida. Aprendem sobre o dízimo e as ofertas. Não importa se as pequenas crianças não saibam distinguir o que é um real. Nem que não percebam a diferença entre uma cédula de 10 e outra de 100. 

Para os líderes Mórmons, o que importa é que eles aprendam a doar. Depositar seu dinheiro nos cofres da Igreja. Então vemos alguns exemplos disso: Aos pais são ensinados a doarem algum dinheiro a seus filhos como forma de pagamento por algo. Pode ser uma mesada ou simplesmente uma gratificação por qualquer serviço doméstico.

Aos filhos são ensinados que devem pegar esse dinheiro e tirar uma décima parte dele e doarem para a Igreja. Não importa que o pai já tenha contribuído com seu dízimo de forma integral, a Igreja requererá mais um pouco, ou seja, os 10% do dinheiro do filho. Com esses atos, a Igreja embolsará mais de 10% dos rendimentos daquela família.

Ninguém consegue perceber essas armadilhas. Quando falo isso, sou logo tachado de maluco. Mas o certo é que com a matemática não se pode brincar. Vejamos um exemplo prático que presenciei: Um certo pai de família ganha 1 mil reais por mês. Seu dízimo será 100 reais. Durante o mês, ele deu a seu filho 50 reais por serviços prestados ou a título de mesada. A Igreja requererá do filho os 10% do dízimo que dará 5 reais. O dízimo daquela família, naquele mês deu 105 reais, ou seja: 10,5% e não 10% como está escrito nas escrituras.

De pequenos delitos como este, a igreja arrecada milhares de dólares no final de cada mês. Imaginem as milhares de crianças Mórmons pagando 1 dólar ou 1 real por mês? Ninguém se dá conta dessa espoliação generalizada e descarada. Nenhum pai de família reclama dessa exigência a maior do dízimo familiar por parte da Igreja Mórmon.

As crianças são inocentes. Aprendem essa e outras doutrinas na tenra idade, na primária de suas Alas. Aprendem a obedecer sem questionar. Aprendem que ali, naquela aula está toda a verdade e que em outras religiões não encontrarão a paz e a felicidade que existe no mormonismo. Pensam que são felizes. Mas não são. O grande número de Mórmons consumidores de antidepressivos nos Estados Unidos responde claramente a essa questão.

Como saber se são felizes se não experimentaram outras formas de cultura ou de vida? Tenho debatido muito sobre isso com os jovens Mórmons que entram neste blog ou me enviam emails tentando me convencer que são felizes.

Onde está a verdadeira felicidade? Há alguém nessa terra que pode se considerar plenamente feliz? Na verdade não há uma única pessoa que possa dizer que é plenamente feliz. Nem no mormonismo nem fora dele. Mas há pessoas que são mais felizes e outras menos felizes. A maneira como vivem e como encaram o mundo e suas adversidades faz com que possam se sentir melhores ou piores. 

Não é necessário religião, dogmas, doutrinamento ou lavagem cerebral para que as pessoas possam ser mais felizes ou menos felizes. Sinto muito pelos milhares de jovens que ficam engaiolados ou acorrentados dentro das muitas religiões existentes.

No caso do mormonismo, o objetivo desse avassalador doutrinamento infantil é cativar e convencer os jovens, quando atingirem 18 anos, a trabalharem 2 anos de graça fazendo serviços de proselitismo para a Igreja. Após este serviço, uma grande maioria acaba por abandonar o mormonismo. Abandonam por encontrar a realidade no mundo fora dos portões da doutrina Mórmon. Não há como segurar as pessoas por toda a vida numa doutrina que está fundamentada na ganância e na mentira. No preconceito racial e em outros preconceitos (xenofobia e homofobia). - Antonio Carlos Popinhaki

16 comentários:

  1. As igrejas pregam que o dinheiro é do demônio e que os membros não devem se apegar ao dinheiro. Citam até escrituras como aquelas de que é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar nos céus. Gostaria de saber como os membros da Igreja que são ricos vêem esse tipo de ensinamento?

    Mas isso não é tudo! O pior é que a igreja fala que o dinheiro é sujo e não é bom para os membros, só que a Igreja, como instituição, quer todo o dinheiro dos membros.

    ResponderExcluir
  2. Ola Irmão ... Sei que quando estamos presos as coisas materias nessa terra nunca fomos sermos perfeitos a materialidade nos traz imperfeição...
    Jesus Cristo nao tinha nem um templo gigante e bonito estava na rua conversando com todos papel de um profeta ainda que ele fala com o senhor ... segurança para que se morrer pela causa que honrra para medo para que seguranças..
    Apostolos sim eu li estavam na rua também eles iam até as pessoas porq eu preciso ir até ele quando para comprimentar o minimo deveria vir compreimentar e dar um abraço nos membros amor celestial....
    Bom Irmãos Sei que as coisas materiais só trazem vazio e vai tirar esse vazio quando ajudar seu irmão sem representar instituição nem uma mas sim a Parcela de Deus que existe em nós o amor e respeito olhe bem respeito sem importa por crenças mas respeitar a todos isso é o amor celestial isso é Deus isso tem em dentro de nós mas nosso EGO poder faz agente esquecer muito amor a todos.....se Libertar de idéias fixas a inteligencia chega 3% por cento né e ainda querem dizer que sabem tudo sobre Deus falta muito ainda....

    ResponderExcluir
  3. irmão popinhaki mandei outro comentario especificando melhor irmão.. Estava olhando o discurso do profeta hoje atual da ultima conferencia o link: http://lds.org/general-conference2 011/10/stand-in-holy-places?lang=por
    E irmão ele fala no começo do discurso sobre nao se apegar a materialidade depois conta uma experiencia espiritual por uma nota de 5 dolares irmão dinheiro com experiencia espiritual nossa esse discurso de uma olhada e me ajuda a compreender muito amor....

    ResponderExcluir
  4. Muito bom comentário a respeito deste assunto, que sempre é motivo de discussão nas igrejas! Uns pagam dízimos para não serem amaldiçoados,(Malaquias 3.10)a maldição da LEI, outros para receberem algo em troca. Tudo é questionável: por exemplo: Não há qualquer referência no novo testamento a respeito do pagamento do dízimo, a não ser uma única passagem onde Jesus repreende os fariseus chamando-os de hipócritas, pois estes davam dízimo de ALIMENTOS, mas negligenciavam as obras mais importantes da LEI, Jesus disse: deveis fazer estas coisas sem omitir aquelas.(Mateus 23.23)mas Jesus ao cumprir a LEI, revogou-a, como sabemos. Vemos isto em (Gálatas 3.10-13) (colossenses 2.16) entre muitas outras.Mas nos discursos e nos próprios manuais SUD não dizem o que realmente está escrito na bíblia, misturam LEI MOSAICA com lei da graça, mas não é isso que a bíblia diz, mas como é ensinado na SUD, o livro de mórmon é o mais correto da face da terra, não é a bíblia, mas isso é para as pessoas não questionarem! Aliás, as pessoas mais bem sucedidas que conheço não pagam dízimo há igreja alguma, e são prósperas e felizes, eu pergunto:DEUS é injusto? claro que não!as pessoas são prósperas por que trabalham e usam o conhecimento que DEUS lhes deu, e sabem investir bem o seu dinheiro! ao contrário de muitos que conheci dentro das igrejas, pagam fielmente o seu dízimo(conforme a LEI MOSAICA)e estão há espera que DEUS lhes dê algo, enquanto isso, os líderes dessas igrejas, viajam de primeira classe, comem nos melhores restaurantes, vestem a melhor grife e vivem em mansões!estou mentindo? Ninguém mais me convence do contrário: quem paga dízimo é "abençoado" quem não paga é amaldiçoado! Eu poderia ficar horas aqui a provar que isto não é verdade, mas como eu já havia dito antes, as pessoas são livres para acreditar e seguir o que quiserem!(mesmo que estas sejam manipuladas e enganadas)é um direito de todos.
    Que Deus abençoe a todos!!

    ResponderExcluir
  5. Amigos!

    Como eu mesmo já escrevi aqui no blog: "Como em qualquer organização, percebi que na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias também tem aqueles que tiram proveito pessoal. São os presidentes de Missão, os Setentas, os Apóstolos e o Presidente da Igreja. Estas pessoas, vivem numa mordomia que é dar inveja a qualquer pessoa. Viajam por vários países, hospedam-se nos melhores hotéis e desfrutam do melhor. Tudo pago pela Igreja, através de seus "Fundos". Conheço um casal que emenda uma missão atrás da outra. Viajam pelo mundo. De três em três anos, mudam de missão e de país. Tudo por conta da Igreja. Quando eu era bispo, fui muito bem orientado sobre o uso de forma controlada dos fundos da Igreja, inclusive para ajudar os necessitados. Tinha restrições para algum humilde membro, caso ele viesse pedir na porta do Bispo. Para os pobres nada, para os lideres tudo. Esta não é a obra de Deus.

    Foi muito bem lembrado pelo Cleber Azevedo de que não há orientação no Novo Testamento para as pessoas pagarem dízimos em espécie. Os líderes de todas as religiões que são movidas a dinheiro se aproveitam das passagens do Velho Testamento e confundem a cabeça das pessoas.

    ResponderExcluir
  6. (Via Facebook)!

    Sérgio Mota

    Em todo mundo o governo dá dinheiro para as igrejas. Com a crise, os cortes nas áreas centrais ocorrem, mas as doações com o dinheiro público as igrejas, é mantido. Veja:

    http://www.facebook.com/photo.php?fbid=2956278426533&set=a.2956278386532.2151527.1248655932&type=1&theater

    http://www.facebook.com/photo.php?fbid=2956278426533&set=a.2956278386532.2151527.1248655932&type=1&theater

    ResponderExcluir
  7. (Via Facebook)!

    Edson Lazarini

    Pelo relato de seu blog sobre mais de dez por cento de dízimo, é o dízimo em cascata que favorece a igreja SUD, através do pagamento mensal pelos mórmons. Pelos relatos bíblicos, o conceito de dízimo é usado muito no antigo testamento, como forma de retribuir a Deus as produções agrícolas e rebanhos (trigo, carneiros, bois, vacas, etc) que era o dízimo em espécie praticado pelos judeus. Os mais ricos doavam 10% de seus rebanhos enquanto os mais pobres doavam pombinhas que eram mais baratas. O Novo Testamento cita ofertas e coletas, ao invés de dízimos, que foi algo do antigo testamento, superado pelas ofertas e coletas pregadas por Paulo. Hoje as igrejas utilizam a pregação de dízimos para se enriquecerem mais e tornou-se um meio de vida para pastores ficarem ricos e abastados, sugere acúmulo de dinheiro às custas do sacrifício das pessoas mais humildes. A igreja SUD prega que não pratica o clero remunerado e que seus dízimos e ofertas são unicamente destinados a construção de templos, capelas e financiar a obra dos últimos dias. Vemos que em parte ela está certa, os bispos e presidentes de estaca não recebem salários, porém outros profissionais da igreja recebem, como coordenadores do sistema educacional da igreja, que nos Estados Unidos são professores, até justifica em parte, por que lá as aulas de religião fazem parte do currículum acadêmico. No Brasil e outros países tem outra conotação, não são professores, mas coordenadores pagos pela igreja.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Antonio!

    Meu primeiro chamado na Igreja foi o de Secretário da Ala, e uma das minhas tarefas era a de contabilizar e depositar as doações.
    Certo domingo me deparei com um envelope do filho do Bispo, de +- 4 anos, com uma moeda de 10 centavos. O Bispo, pai dela, é membro dizimista, e sua doação de dízimo estava na mesa.

    Um pouco contrariado, perguntei:
    - Bispo, se foi você quem deu o dinheiro para esta criança e você é dizimista, por que ela deve pagar o dízimo também.
    A resposta dele foi:
    - Pela matemática, a criança não precisa pagar o dízimo; mas eu ensinei esse princípio em casa, e ele quis dar o dízimo dele do R$ 1,00 que lhe dei.

    Antonio, se eu não fosse membro da Igreja, eu leria seu blog e acharia que a Igreja é um lugar extremamente manipulativo, e não é assim como você descreve. Na verdade, da maneira que você escreve, é o seu texto que é manipulativo; pois você coloca seus próprios pontos-de-vista mesclados com fatos, como por exemplo no trecho:
    "Pensam que são felizes. Mas não são. O grande número de Mórmons consumidores de antidepressivos nos Estados Unidos responde claramente a essa questão."
    Você não tem dados estatísticos para provar o consumo de antidepressivos por membros da Igreja. Como você pode dizer ser contra a manipulação se seu texto é manipulativo?

    ResponderExcluir
  9. Este blog é um blog de opinião. As pessoas que aqui colocam seus comentários e mandam suas histórias de vida não se baseiam em obras literárias ou publicações da internet. São suas histórias de vida. Foi assim que idealizei o blog e é assim que ele é feito.

    Quanto ao consumo de antidepressivos? Leia isso:

    http://sobreomormonismo.blogspot.com/2011/05/mormons-onde-esta-o-livre-arbitrio.html

    Quanto ao bispo ensinar seus filhos a pagarem o dízimo? Bem, cada um que pense de uma ou outra maneira. Eu penso que é errado. Mas tem gente que acha que é certo. O único ganhador é a Igreja que enche rapidinho seu cofre. rsrsrsrsrsr

    ResponderExcluir
  10. Antonio,

    Consultei as fontes que você citou, e faço correções drásticas nos dados apresentados:

    1 - Não são 75% de mórmons em Utah. As estatísticas apontam entre 34% a 41% da população como sendo ativa na Igreja.
    http://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&langpair=en%7Cpt&u=http://en.wikipedia.org/wiki/Utah

    2 - Quem garante que são esses +- 40% que tomam esses tantos anti-depressivos?

    3 - Que base você tem para afirmar que o consumo de anti-depressivos está relacionado com o envolvimento das pessoas com a Igreja?

    Tenha auto-discernimento, Antonio, e perceba que você está querendo manipular os leitores de seu blog. Era assim que você servia como Bispo, manipulando os membros? Ou você só ficou assim depois que saiu da Igreja?

    ResponderExcluir
  11. Jonas!

    Veja isso:

    http://investigacoessud.blogspot.com/2009/11/igreja-sud-6-depressao-reportagem.html

    ResponderExcluir
  12. Antonio,

    Acabei de ler.

    Veja o que o pesquisador disse quando questionado a razão desta estatística:

    'Não temos a verdadeira resposta’, disse Canning, que tem um consultório particular em Logan.

    O que se segue na matéria, Antonio, é uma hipótese do médico seguida pela opinião do editor.
    Se nem um médico especialista de Utah conhece a razão do fenômeno, como você, que nem é médico, não vive em Utah, e não fez nenhum estudo a respeito, pode vir no seu blog dando ares de verdade que "ser mórmon é viver em depressão". Se isso foi realidade na sua vida, lamento muito, mas repito que, para ter suportado ficar na Igreja por tantos anos, você deve ter visto também muitos fatos bons, os quais você não menciona no seu blog.

    Para encerrar esse assunto, Antonio, afirmo que ser membro SUD é exigente, e às vezes desgastante. Não duvido de que algumas pessoas se sintam sobrecarregadas pelas tantas atividades. Algumas inclusive, por não terem condições de organizar seu tempo e estabelecer prioridades devem fazer uso de anti-depressivos. O que eu não concordo é com a sua postura, de um 'ex-membro' com o ego ferido pegar qualquer assunto que tenha uma margem para ser utilizado contra a Igreja e aumentá-lo em proporções calamitosas para denegrir a imagem dela.

    ResponderExcluir
  13. Jonas,

    A verdadeira resposta esta nas mulheres deprimidas, presas dentro de casa so fazendo filhos. Voce ja esteve em Utah? Ja visitou esse Estado antes de defender tanto essa igreja?

    A proposito o que prendeu nao so o Antonio, como a mim e muitos outros ex-mormons na igreja foi a doutrina inicial de familias eternas, bondade, respeito, amor ao proximo. So que quanto mais tempo ficamos nessa igreja vamos vendo que as coisas sao mais "complexas", fatos que os missionarios omitem ao pesquisador vem a tona depois de um tempo APOS o batismo. Entre elas: Poligamia, maldicao a negros e indios, racismo, preconceito, MENTIRAS nos escritos de Joe Smith a qual a igreja aceita descaradamente como escrituras.


    E so para calar sua boca minhas amizades consistiam e ainda consistem da maioria mormon, todos tomam anti depressivos. Minha vizinha mesmo vive com sono e fraqueza por causa dos medicamentos. Nao quero entrar em detalhes ou expor a vida alheia mas poderia te dar mais exemplos de tudo que vejo aqui. Voce meu amigo esta por fora, mas como disse antes, te entendo perfeitamente. Voce ainda sabe discutir de forma sadia porque se fosse comigo na epoca que era mormon roxa sairia no tapa com o Antonio, so para voce ter uma ideia de como defendia essa igreja com unhas e dentes.

    A verdade cedo ou tarde aparecera para voce, enquanto isso viva sua ilusao se assim te faz sentir melhor.

    ResponderExcluir
  14. (Via Facebook)!

    Edson Lazarini

    A rich church, but with fewer members attending, this is the consequence of searches of people who were Mormons and that now there are more, they found that everything is false and that the historical truth had to get out of the church, and she hid avoided talking about the past. The internet is a great assistance to those seeking answers about the church.

    ResponderExcluir
  15. (Via Facebook)!

    Olavo Dos Santos Martins

    We´ve paid much more, no, dear friend Antonio. You paid even more than I, at the time you were in, since you travelled often to the temple and stuff. Bishops, Stake Presidents and stuff are supposed to go more often "to set an example" to the ward and stake members at large.

    ResponderExcluir